skip to Main Content
acne

A Páscoa é conhecida pela sua fartura em chocolate, principal presente dado nesta época. No entanto, o consumo excessivo do doce pode acabar causando espinhas, pois o alimento é rico em açúcar e leite, que favorecem a produção do sebo pelas glândulas sebáceas. Este leva ao aumento da oleosidade da pele e ao aparecimento da acne.

Por isso, o Blog da UnicPharma separou alguns alimentos que causam, ajudam a evitar e remédios caseiros para evitar o aparecimento de acne.

Alimentos que causam espinhas

Apesar da piora das espinhas por conta da alimentação ser mais frequentes na adolescentes e no início da juventude, alguns alimentos podem contribuir para o aparecimento das espinhas. Elas podem tender a surgir por conta de alterações hormonais, que estimulam a oleosidade, ou até mesmo no período pré-menstrual para as mulheres.

Dessa forma, alguns alimentos acabam fazendo com que as espinhas apareçam. Por isso, é importante evitar o seu consumo. São eles:

  • Alimentos açucarados, como doces e sobremesas: causam a inflamação e estimulam a produção de oleosidade, gerando a acne;
  • Massas, como pães, bolachas, bolos e pizzas: como são ricos em farinha de trigo refinada, causam a inflamação no organismo, especialmente na pele;
  • Leite e derivados: como algumas pessoas são mais sensíveis ao leite, acabam tendo mais acnes com o seu consumo;
  • Frituras e alimentos ricos em gorduras trans, como biscoitos, massas prontas, temperos em cubos, salsichas, presunto e linguiça: pois são fontes de gordura e inflamam o organismo;
  • Fast food: como contam com todos os ingredientes inflamatórios, como farinha e açúcar, além da gordura trans, também ajudam ao aparecimento da acne;
  • Alimentos que causam alergias: pois deixam a pele mais sensível.

Alimentos que ajudam a secar as espinhas

Assim como existem alimentos que provocam o surgimento da acne, outros fazem com que diminuam. Dessa maneira, os principais são cereais integrais e alimentos ricos em ômega 3, como o salmão e a sardinha. Estes ajudam a regular o açúcar no sangue e a diminuir a inflamação da pele. Alimentos ricos em zinco, como a castanha-do-pará, ajuda a diminuir a oleosidade e ajudam na cicatrização.

Os principais alimentos que devem ser incluídos na dieta para diminuir as espinhas são:

  • Ômega 3: como o atum, chia, sardinha e linhaça;
  • Carnes magras: frango, peixes, lagarto, patinho e lombo suíno;
  • Grãos integrais: aveia, arroz integral, macarrão integral, farinha integral e quinoa;
  • Sementes: abóbora, chia, linhaça;
  • Vitamina A: cenoura, mamão, espinafre, gema de ovo, manga;
  • Vitamina C e E: limão, laranja, brócolis, abacate.

Remédios caseiros

Para reduzir o aparecimento das espinhas é indicada que a oleosidade da pele seja controlada. Isso pode ser feito por meio de produtos que ajudem a desobstruir os poros, além de desinflamando as espinhas. Para isso, opções caseiras acabam sendo eficazes, tendo propriedades anti-inflamatórias e antisséptica, como uma máscara de arroz e mel.

Antes de começar com o uso de remédios caseiros para espinha é importa que um dermatologista seja consultado. Dessa forma, é possível que seja feita uma avaliação da pele, além do tratamento mais indicado para cada caso. Em algumas situação pode acaba sendo feito apenas com remédios caseiros. Enquanto isso, em outros casos, apenas medicamentos específicos são indicados, principalmente quando há grande quantidade de espinhas e com muitos sinais de inflamação.

Antes de começar com remédios caseiros, é importante adotar alguns hábitos alimentares mais saudáveis, incluindo alimentos com propriedades anti-inflamatórias e que ajudem a diminuir a oleosidade da pele. Dessa maneira, cereais integrais, sardinha e castanha do Pará, por exemplo, ajudam bastante para a diminuição da acne.

Confira algumas sugestões de remédios que ajudam a diminuir a aparição de espinhas:

Chá de hortelã

O chá de hortelã é uma boa opção, principalmente para quem deseja tratar as espinhas internas. Dessa forma, para realizar o chá, basta colocar 10 folhas da planta em um litro de água. Deixe ferver por cerca de 5 minutos. Assim, espere esfriar e lave o rosto com o chá, enxugando suavemente com uma folha, sem enxaguar.

Máscara de arroz e mel

Um bom remédio caseiro é uma máscara caseira preparada com arroz e mel, diariamente. Dessa maneira, os dois ingredientes desinflamam, além de clarear a pele. Assim também, promovem uma boa hidratação. Para fazer, ferva o arroz em bastante água, sem adicionar tempero. Deixe ficar com aspecto empapado. A cada 2 colheres de sopa de papa de arroz, coloque uma colhe de sopa de mel, triturando tudo no liquidificador até que fique pastoso. Ela pode ser aplicada no rosto ou nas costas de 15 a 20 minutos. Lave com um sabonete líquido hidratante e água fria a seguir.

Suco de abacate, poejo e agrião

Este suco pode acabar sendo um ótimo para acabar com as espinhas inflamadas. O agrião, além de ser um ótima fonte de minerais, como o cálcio e o iodo, possui bastante vitaminas A e E, que ajudam a combater a acne. O poejo também tem muitas vitaminas. O abacate conta com gorduras benéficas ao organismo, deixando a pele mais macia.

Para realizar, basta bater todos os ingredientes 3 ramos de agrião, 3 ramos de poejo, um copo de água mineral e a metade de um abacate. Adoce conforme o seu gosto e beba a seguir. A dose recomendada é de um copo, até duas vezes ao dias, por, no mínimo, duas semanas.

Remédio caseiro com bicarbonato de sódio

Por fim, uma outra opção, que pode servir como um ótimo remédio caseiro para acne, é o bicabornato de sódio. Dessa maneira, ele tem ação anti-inflamatória e antisséptica, atuando como um esfoliante para a pele. Além disso, ajuda a regular o pH da pele. Para usá-lo, basta colocar duas colheres de chá de bicabornato de sódio em um recipiente. Logo depois, mexa até formar uma pasta homogênea e aplique no rosto, lavando com água depois de alguns minutos.

Dra. Angela A. Benicio de Lima

Farmacêutica, Bioquímica e Nutricionista

  • Graduanda em farmácia estética
  • Pós graduação em farmácia clínica e atenção Farmacêutica
  • Pós graduação em fitoterapia clínica
  • Formada em nutrição
  • Atua como farmacêutica há mais de 10 anos no mercado
    magistral, Com Inscrição no Conselho Regional de Farmácia N.46216

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.