skip to Main Content
cardio e musculação

Exercícios físicos são essenciais para quem quer ter uma vida saudável. Além de ajudar a melhorar resistência, saúde, energia e muito mais, são importantes para quem quer aumentar a massa magra ou muscular do corpo, além de ajudar a perder alguns quilinhos. Musculação e cardio são grandes aliados para quem quer ter resultados potencializados.

Mas, afinal, qual é o melhor? Em qual deve-se investir? O Blog da UnicPharma te explica tudo!

Afinal, o que é um exercício cardio?

Cardio está ligado e se refere a cardiovascular. Ou seja, são as atividades aeróbicas, que acabam por aumentar tanto a frequência cardíaca quanto a respiratória de uma pessoa. Dessa maneira, geralmente, envolvem movimentos repetitivos, usando grandes grupos musculares do corpo. Se trata de uma corrida no parque, andar de bicicleta ou até pedalar na aula de spinning. Estes são exercícios de ótimos treinos de cardio.

Praticá-los traz muitos benefícios para a saúde. Durante esses exercícios, é possível ativar o metabolismo aeróbio, que acaba utilizando mais gordura como fonte de energia. Além disso, ajuda a melhorar a aptidão cardíaca e respiratória. Assim também, um bom exercício cardio, feito com certa regularidade, pode relaxar os vasos sanguíneos, ajudando na circulação, controlando o peso e até mesmo a glicemia.

Dessa maneira, os principais tipos de exercícios de cardio são: trote, natação, remo, ciclismo, salto sobre cordas e os aeróbios. Afinal, estas atividades fazem com que haja um maior gasto calórico, chegando de 400 a 600 Kcal por hora. Dessa forma, ajuda bastante a quem quer potencializar a perda de peso, aumentando a resistência. Para ajudar realmente a emagrecer, acredita-se que a duração do exercícios deve ser, em média, 45 minutos, no mínimo.

Apesar dos clichês, o que é a musculação?

Musculação é muito mais além de que puxar ferro ou daquele suor, assim como é muito associado. A musculação vai muito além dos clichês já conhecidos. Se trata de todos os exercícios de força e resistência, que você pode fazer tanto na academia, quanto em casa. Para isso, é muito importante contar com o apoio de um educador físico, a fim de conquistar os melhores resultados possíveis.

Dessa maneira, a musculação consegue ativar as musculaturas fracas e fazer com que haja um reparo nas mesmas. Ou seja, consegue fortalecer os músculos do corpo. Além disso, é conhecida como uma “terapia”, pois libera o estresse acumulado do dia a dia. De acordo com estudo recente realizado por pesquisadores da Unifesp e da USP, em parceria com a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, sugere que praticar exercícios de força pode reduzir alguns tipos de câncer, principalmente os de rins e bexiga.

Assim também, uma pesquisa, dessa vez produzida pelo Hospital Universitário de Guangxi, na China, revelou que o treino de resistência pode ser uma opção bem viável para quem busca e deseja evitar que o pré-diabetes acabe virando, de fato, diabetes. Dessa forma, a musculação, assim como o treino de cardio, contam como inúmeros benefícios para a saúde de quem os pratica.

Um acaba complementando o outro

Ok, depois de entender qual a diferença entre cardio ou musculação, fica a dúvida: qual é o melhor? Dessa forma, ambos são muito funcionais e são bons. No entanto, depende muito do objetivo de cada pessoa. Afinal, as modalidades são diferentes, apesar de essenciais, mas atuam em aspectos diferentes. Como o exercício aeróbico turbina a metabolização de gordura, a musculação aumenta a força e a massa muscular.

É possível de se emagrecer de uma maneira mais saudável

Apesar de muita vontade, às vezes emagrecer não é tão fácil como a maioria das pessoas gostaria que fosse. No entanto, algumas medidas podem acabar fazendo toda a diferença no dia a dia. Dessa forma, com um programa de treino que contemple os exercícios de cardio podem se tornar fundamentais para quem quer perder aqueles quilinhos. Afinal, no processo de emagrecimento, a musculação mantém toda a massa muscular. Enquanto isso, o cardio aumenta o gasto calórico, além de promover adaptações no corpo. Dessa forma, faz com que uma pessoa queime mais gorduras, inclusive quando estiver em repouso.

Os dois têm benefícios importantes para o coração

Segundo estudos de pesquisadores da Universidade St. George, em Grenada, para um coração 100% saudável, apenas o cardio sozinho não ajuda. Dessa maneira, é preciso integrar o treino de resistência à rotina. A combinação entre as atividades aeróbicas e treinos de força, de acordo com a pesquisa, trouxe resultados melhores para o coração, sendo um resultado que beneficia a saúde como um todo.

Então, qual eu devo priorizar e por onde começar: musculação ou cardio?

Não há nenhum consenso sobre especialistas por qual dos dois começar. Segundo estudos do American Council on Exercise (ACE), instituição americana de certificação de personal trainers, a resposta é um dos clichês: depende muito do objetivo. Dessa forma, com a ajuda de um profissional de educação física é possível traçar uma rotina de treinos compatível com as necessidades, fazendo com que se potencialize os resultados.

Alternar as modalidades de dia a dia é sempre uma boa estratégia. Sendo assim, se vocês está buscando o aumento de massa magra, por exemplo, a musculação deve vir primeiro. Além disso, deve ser realizada com mais frequência durante a semana. Afinal, se você é uma pessoa que está cheio (a) de energia para gastar, principalmente quando está descansado, porque não fazer isso na musculação, certo?

Não existe aquela coisa de cardio ser melhor que a musculação – ou vice-versa. Os dois são formas de exercícios, mas que oferecem benefícios diferentes. No entanto, quando vêm juntas, fazem um bem ainda maior. Assim, é possível conquistar um corpo forte, com uma saúde afiada. Ou seja, a dica é para que você alie um ao outro e aposte em um treino bem completo, a fim de encontrar os melhores resultados possíveis.

Dra. Angela A. Benicio de Lima

Farmacêutica, Bioquímica e Nutricionista

  • Graduanda em farmácia estética
  • Pós graduação em farmácia clínica e atenção Farmacêutica
  • Pós graduação em fitoterapia clínica
  • Formada em nutrição
  • Atua como farmacêutica há mais de 10 anos no mercado
    magistral, Com Inscrição no Conselho Regional de Farmácia N.46216

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.