skip to Main Content
dores nas articulações e fraqueza muscular

Dores nas articulações e fraqueza muscular podem ser indicativos de problemas de saúde, além de lesões causadas por esforço intenso.

Quando surgem sem motivo aparente, devem ser investigadas por um médico especialista junto a um fisioterapeuta, a fim de encontrar o tratamento adequado.

Cabe destacar que a dor crônica afeta, pelo menos, 37% dos brasileiros, entre as quais as mais frequentes são as dores nas articulações.

Sentir dor por períodos prolongados nunca é normal, logo, é preciso buscar orientação e apoio para saber de onde ela vem e como tratá-la.

Comece lendo este conteúdo e saiba o que fazer para minimizar e curar eventuais focos de dor nas articulações.

👉Acesse agora os melhores produtos para dores nas articulações!

Dores nas articulações e fraqueza muscular: 12 causas

Seja qual for a causa, o fato é que dores articulares são potencialmente incapacitantes, não só para o trabalho como para as atividades do dia a dia.

Elas levam à redução da mobilidade e, sendo assim, fica cada vez mais difícil levar uma vida normal.

Por outro lado, sentir dor em uma articulação nem sempre significa que a pessoa anda exagerando no esforço físico.

Em muitos casos, ela pode ser consequência de doenças reumáticas e autoimunes, entre outras possíveis causas.

Identificá-las corretamente é fundamental para encontrar o tratamento adequado, começando pela anamnese (entrevista) realizada junto ao médico.

Conheça algumas delas a seguir e veja se você se identifica.

1. Artrite

Artrite é o termo para inflamação de uma ou mais articulações do corpo.

A doença possui mais de 100 classificações, entre as mais comuns estão a artrose (osteoartrite), a artrite reumatoide, a gota e a febre reumática.

As causas da artrite ainda não são totalmente conhecidas, porém acredita-se que possam estar relacionadas com traumas, doenças autoimunes, infecções, desgaste das articulações e até disfunções metabólicas.

2. Lúpus

O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), conhecido apenas como lúpus, é uma doença autoimune, provocada por um desequilíbrio na produção de anticorpos do organismo, que causam inflamação em diversos órgãos e estruturas, como pele, mucosas, articulações, pulmões e rins.

Ainda não se sabe as causas exatas do lúpus, porém, acredita-se que fatores genéticos, hormonais e ambientais estejam envolvidos.

bursite

3. Bursite

Ao redor das articulações existem bolsas cheias de líquidos, que têm como função proteger os tecidos e evitar atritos.

Quando essas bolsas inflamam, o indivíduo pode sentir fortes dores nas juntas.

As áreas mais afetadas por esse problema costumam ser ombros, cotovelos, punhos, dedos, quadris, joelhos, tornozelos e pés.

Entre as causas mais comuns estão os movimentos repetitivos ou posições que exercem pressão sobre essas estruturas, como ajoelhar durante atividades domésticas.

4. Condromalácia patelar

Pessoas que sofrem de condromalácia patelar sentem dores intensas na parte frontal do joelho em virtude do desgaste da cartilagem

Essa condição, também conhecida como síndrome da dor patelofemoral, está associada normalmente a fatores como:

  • Idade
  • Excesso de peso
  • Traumas no local
  • Fraqueza da musculatura da perna, principalmente quadríceps
  • Exercícios que provocam grande estresse, como saltos e corridas em terrenos acidentados ou sem o calçado adequado
  • Sedentarismo
  • Desalinhamento do joelho.

Os médicos ortopedistas atribuem quatro graus de classificação para essa condição, sendo a de grau I a mais branda e a de grau IV a mais severa.

5. Fadiga crônica

Dores nas articulações e fraqueza muscular podem ser, ainda, consequência da síndrome de fadiga crônica (SFC).

Nesse caso, a pessoa sente um cansaço físico permanente, ainda que não saiba identificar suas causas e que se agrava quando ela precisa realizar algum tipo de esforço físico ou mental.

Trata-se de uma condição que demanda investigação médica apurada, tendo em vista a multiplicidade de fatores que podem desencadeá-la.

Geralmente, a fadiga crônica apresenta, além de dores articulares, sintomas como:

  • Sono recorrente
  • Dor muscular
  • Dor de cabeça
  • Inchaço dos gânglios linfáticos
  • Prejuízos na memória e capacidade de concentração
  • Exaustão extrema depois de esforços físicos ou mentais, por menores que sejam.

6. Luxação

Ossos se articulam por meio de cartilagens e ligamentos.

Quando há um problema nessa articulação, acontece a perda de congruência: dois ossos que estavam articulados acabam se separando.

Não por acaso, esse tipo de lesão também é conhecida como deslocamento ou faz com que as pessoas simplesmente digam que um osso saiu do lugar.

A luxação é um problema grave, demandando atendimento médico de urgência para que possa ser restaurada a articulação ao formato original.

Em muitos casos, ela vem acompanhada de fraturas ósseas, demandando imobilização e, em algumas situações, implantes de pinos para restaurar a função do osso atingido.

7. Tendinite

Tendão é um filamento fibroso, em geral de grosso calibre, cuja função é unir os músculos aos ossos.

Assim sendo, o excesso de exercícios ou prática inadequada de certos esportes, como a musculação, pode levá-los a um processo inflamatório conhecido como tendinite.

É relativamente comum que a dor causada por esse tipo de lesão seja associada à articulação, afinal, os tendões estão sempre próximos aos ossos.

Sendo um problema causado normalmente pelo uso inadequado das capacidades musculares, a tendinite está, via de regra, associada a:

  • Movimentos repetitivos
  • Idade
  • Má postura
  • Falta de aquecimento antes de se exercitar
  • Doenças autoimunes.

8. Gota

Também conhecida como artrite gotosa, a gota é uma doença causada pelo acúmulo de ácido úrico nas articulações.

Na maior parte dos casos, essa substância fica concentrada no dedão do pé, provocando dor intensa ao caminhar ou apenas ao tentar colocar o pé no chão.

Embora não seja uma doença renal, ela pode levar a complicações nos rins, demandando por isso tratamento visando a controlar os níveis de ácido úrico no sangue.

Crises de gota são acompanhadas de dores ainda mais fortes, para as quais são prescritos medicamentos anti-inflamatórios.

9. Epicondilite

Já a epicondilite se caracteriza pela inflamação dos tendões e músculos responsáveis por manter os punhos estendidos, tendo como principal fator de risco a realização de esforço repetitivo.

Apesar de afetar a musculatura do punho, ela se manifesta principalmente nos cotovelos, em dores que irradiam pelo antebraço.

Pessoas com essa condição podem sentir fraqueza muscular nessa região, podendo ficar incapacitadas para realizar tarefas simples como segurar um copo ou abrir uma porta.

No tratamento, é indicada fisioterapia para alívio da dor, somada ao uso de medicamentos para controle do processo inflamatório.

Somente em casos mais graves é indicada a realização de cirurgia.

10. Joelho torcido

Dores nos joelhos podem também serem causadas pela sua entorse, que por sua vez é causada pelo excesso de carga, por movimentos bruscos ou demasiadamente amplos.

A torção também pode ser provocada por traumatismo, levando a dores intensas, dificuldade para movimentar o joelho e inchaço.

Nos casos menos graves, basta o paciente permanecer em repouso e aplicar gelo no local para curar a dor do joelho torcido.

No entanto, em algumas situações a entorse pode demandar intervenção cirúrgica.

O médico pode, ainda, prescrever medicamentos anti-inflamatórios para diminuir as dores, além de ligaduras de compressão ou meias elásticas para conter os movimentos.

joelho torcido

11. Infecções

Apesar de ser um problema típico da ortopedia, dores nas articulações podem ser causadas por infecções por vírus e bactérias.

No Brasil, esse é um risco que correm as pessoas que contraem doenças como Chikungunya, Zika e dengue, por exemplo.

Sendo doenças infecciosas, elas se manifestam por outros sintomas, entre os quais os mais comuns são febre, cansaço e mal estar, entre outros.

Dores articulares também podem ser causadas por bactérias, como acontece na artrite infecciosa, que pode levar à destruição da articulação afetada.

Há, ainda, a possibilidade da dor articular ter como causa a artrite reativa, que se caracteriza por ser uma reação a uma infecção em outras partes do corpo.

12. Artrite reumatoide

Diferentemente dos outros tipos de artrite que destacamos, a reumatoide consiste em uma doença autoimune, em que o sistema imunológico se volta contra o próprio corpo.

Além de dor e inflamação nas articulações, quem sofre dessa enfermidade apresenta deformações nas articulações, principalmente dos dedos das mãos.

De qualquer forma, ela também pode afetar tornozelos e joelhos.

A exemplo de outras doenças autoimunes, a AR ainda não tem suas causas identificadas pela medicina.

Contudo, sabe-se que existem alguns fatores de risco como a idade, sendo mais frequente em mulheres entre 30 e 50 anos.

A ciência também sabe que, se não tratada, ela pode levar a outras complicações como infarto, AVC e danos nos pulmões, olhos e no sistema nervoso.

Procure um médico se notar os seguintes sintomas

Fique atento!

Dores nas articulações e fraqueza muscular não são os únicos sintomas de problemas de saúde.

Vale buscar atendimento médico ao notar os seguintes sinais:

Rigidez

Um dos sintomas mais inequívocos de problemas articulares é a rigidez.

Consiste na perda de movimentos ou dificuldade para realizá-los, tornando-os limitados.

Em certos casos, a pessoa até consegue fazer movimentos completos, mas não sem exigir para isso um grande esforço.

Quando tem como causa um processo inflamatório, a rigidez provoca dores mais intensas após períodos de repouso ou depois de a articulação permanecer um tempo parada.

Por sua vez, a rigidez que piora ao longo do dia em geral não tem relação com inflamações.

Normalmente, o diagnóstico das causas da rigidez envolve a investigação em busca de outros sintomas, uma vez que ela pode estar associada a doenças tanto articulares quanto reumáticas ou nervosas.

Inchaço

Articulações inchadas podem sinalizar uma variedade de doenças, condições e complicações.

Contudo, a mais comum das enfermidades que causa essa reação é a artrite, especialmente a reumatoide, além da gota.

Isso porque, nessas doenças, há um acúmulo de líquidos na região afetada, que podem também se concentrar dentro da própria articulação.

Não por acaso, o inchaço é sempre acompanhado de outros sintomas como dores e rigidez, sem contar as deformidades na área onde ocorre.

Outro tipo de artrite que pode causar inchaço é a osteoartrite, um processo degenerativo das articulações, normalmente causado pela idade e que causa também dores e enrijecimento.

quando procurar um médico

Vermelhidão

A vermelhidão das articulações acometidas por inflamações é outra reação comum em quem tem doenças como a artrite.

O que acontece é o acúmulo de sangue nas áreas afetadas, em parte por problemas circulatórios ou como resposta imunológica.

Trata-se de um sinal de que existe um processo inflamatório intenso, o qual pode estar associado a vários tipos de doenças e condições.

É o que acontece, por exemplo, em pessoas com tendinite ou que sofrem distensão muscular por excesso de atividade física ou esforços intensos.

Redução da mobilidade

Sem articulações saudáveis, é impossível nos locomovermos com liberdade ou, pelo menos, de forma natural.

Dessa forma, a perda da autonomia nos movimentos é um dos sinais mais evidentes de que uma pessoa sofre de algum problema articular.

Como vimos até aqui, essa redução pode estar ligada a doenças autoimunes, infecções, traumas ou atividade física intensa.

Seja qual for a causa, a redução da mobilidade precisa ser investigada e tratada desde o início, tendo em vista que algumas doenças são degenerativas e irreversíveis.

Dores

A dor é, certamente, o sintoma mais comum entre todos que sofrem com problemas nas articulações.

Ela pode ser bastante intensa ou não passar de um simples incômodo, o que não quer dizer que não deva ser investigada e tratada.

Afinal, existem doenças articulares progressivas e incuráveis que, sendo assim, exigem tratamento precoce a fim de serem detidas a tempo.

Essa é uma recomendação que se aplica principalmente às pessoas idosas, sempre mais suscetíveis a desenvolverem enfermidades como artrite e gota.

Sensação de calor

Todo processo inflamatório é acompanhado de certos sintomas peculiares como dor, vermelhidão e inchaço.

Esses sintomas, por sua vez, provocam também a sensação de que o local afetado está mais quente do que o restante do corpo.

No entanto, nem sempre essa sensação de calor é acompanhada de vermelhidão, dependendo da intensidade do processo inflamatório.

Seja como for, esse é um sintoma que quase sempre está associado aos problemas articulares, principalmente aqueles de origem reumática.

Tratamento para dores nas articulações e fraqueza muscular

O tratamento para a dor nas juntas irá depender do tipo de doença que o paciente for diagnosticado.

No caso da artrite e bursite, o tratamento visa diminuir as dores e evitar a progressão do quadro.

Analgésicos, drogas antirreumáticas, corticoides, imunossupressores e sessões de fisioterapia podem ser indicados.

Já com relação ao lúpus, por se tratar de uma doença autoimune, é necessário acompanhamento médico por toda a vida e administração de medicamentos para regular as alterações imunológicas (conheça o msm glucosamina condroitina), como os corticoides, os antimaláricos e os imunossupressores.

tratamento para dores musculares

Como os suplementos podem ajudar com dores nas articulações e fraqueza muscular

Dores nas articulações podem também estar relacionadas à deficiência de vitaminas e nutrientes essenciais.

Um deles é o ômega-3, um tipo de ácido graxo que é considerado como um dos grandes aliados para evitar dores e problemas nas articulações.

Outro composto indicado para evitar os problemas articulares é o óleo de Krill, um tipo de crustáceo rico em EPA, DHA e astaxantina.

Além de melhorar a saúde das articulações, essas substâncias também beneficiam a cognição, atuando como neuroprotetoras.

Vale destacar também a diacereína, um composto com propriedades anti-osteoartrósicas, sendo por isso fundamental para preservar a saúde das articulações e impedir sua degeneração.

Embora seja vendida também como medicamento, ela também pode ser encontrada na forma de suplemento, na forma de cápsulas de 50mg.

Ainda, podemos citar a ocitocina, também conhecido como “hormônio do amor”, usado na prevenção da osteoporose, principalmente em mulheres.

Esses e muitos outros suplementos você encontra aqui, na UnicPharma, que disponibiliza um amplo catálogo de produtos para tratar de problemas nas articulações.

👉Acesse nossa loja, encontre o seu suplemento preferido e diga adeus às dores e limitações articulares.

Conclusão

Neste conteúdo, vimos como as dores nas articulações e fraqueza muscular podem ter diferentes causas.

Cada uma delas demanda tratamento adequado, o qual deve ser sempre acompanhado de um médico especialista em ortopedia, reumatologia ou ambas.

Na maior parte dos casos, é necessária também a participação de outros especialistas como fisioterapeutas e nutricionistas.

A UnicPharma é a sua aliada para melhorar a qualidade de vida, por meio da nossa linha de suplementos para tratar das dores nas articulações.

Fale com o seu médico, conheça nossos produtos e volte a ter mais liberdade de movimentos em todas as suas atividades!

Dra. Angela A. Benicio de Lima

Farmacêutica, Bioquímica e Nutricionista

  • Graduanda em farmácia estética
  • Pós graduação em farmácia clínica e atenção Farmacêutica
  • Pós graduação em fitoterapia clínica
  • Formada em nutrição
  • Atua como farmacêutica há mais de 10 anos no mercado
    magistral, Com Inscrição no Conselho Regional de Farmácia N.46216

This Post Has 3 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.