Você sabe que existe um falso magro? - Blog Unicpharma
Falso Magro

Antes de mais nada, falso magro é um termo usado para designar pessoas que parecem magras, especialmente quando estão vestidas, mas apresentam acúmulo de gordura localizada na barriga ou percentual de gordura acima do ideal. Dessa maneira, o Blog da Unic traz o conceito e como você pode fugir disso.

Assim, geralmente o perfil do falso magro é caracterizado por pouca massa muscular, ombros finos, braços finos e uma relação ombro-cintura muito desproporcional.

Além disso, essa gordura é considerada pelo corpo como uma reserva de energia, portanto, quanto mais calorias consumimos, mais gordura armazenamos. O corpo está programado para armazenar energia nas células de gordura e esse acúmulo delas gera um aumento de volume. O resultado final é a gordura localizada em locais específicos do corpo.

O que me torna um magro falso?

Estilo de vida sedentário

O estilo de vida sedentário é um estado de inatividade da pessoa, quando a pessoa não realiza nenhuma ou quase nenhuma atividade física. Frequentemente, o sedentarismo é considerado “a doença do milênio” porque o aumento da obesidade global está associado ao aumento das taxas de sedentarismo na população.

A atividade física aumenta o gasto energético basal, levando a pessoa a gastar mais calorias em repouso. Também há gasto de energia durante o exercício físico, e ambos os gastos ajudam a acelerar o metabolismo, levando a um menor risco de ganho de peso. Além disso, o exercício libera vários hormônios que estão associados ao bem-estar físico e mental.

Má alimentação

A má combinação de alimentos, ou a exclusão de alguns nutrientes, provoca carências nutricionais que colocam em risco a saúde física, mental e emocional, causando inúmeras doenças, desnutrição e afetando o funcionamento do organismo.

Genética

Algumas pessoas têm em seus genes as informações que favorecem esse acúmulo. Dessa maneira, alguns exemplos são os genes FTO, MC4R e PPARG, os quais contribuem para o aumento do índice de massa corporal e acúmulo de gordura corporal no abdômen quando alterados em algumas pessoas. Apesar de influenciar como causa, a condição é totalmente reversível quando tratada corretamente.

Como deixar de ser?

Exercícios de corpo inteiro

Você não pode queimar gordura localizada. Os exercícios localizados não ajudam na queima de gordura daquele local específico, mas do corpo como um todo.

O exercício aeróbio queima a gordura por ser uma fonte de energia. Em suma, solicitada pelo corpo durante os exercícios de repetição e tempo corretamente realizados.

Como recursos, você pode escolher musculação, pilates, crossfit, funcional ou até mesmo workouts em casa. A atividade física em geral ajuda a queimar calorias. Manter o corpo em movimento diminui as chances de acumular gordura localizada.

Dieta saudável e balanceada

Se você acha que tem o direito de exagerar em doces, gorduras, enlatados, cerveja ou corantes, isso faz mal para qualquer pessoa e todos esses alimentos devem ser consumidos de forma controlada. Investir na ingestão de frutas, fibras, proteínas, gorduras boas e reeducação alimentar é um dos pilares para rever esse quadro.

Devemos destacar a importância da proteína. A proteína tem um papel estrutural no corpo e é importante para a construção e reparo muscular, formação de células, tecidos, alguns hormônios e outras estruturas do corpo.

Como resultado, a perda de gordura abdominal requer muitos cuidados. Equilibrar o consumo e o gasto de calorias é a principal medida para se conseguir a perda de peso e a queima dessa gordura. Nesse caso, ter uma alimentação balanceada e exercícios físicos influenciam diretamente nisso: quanto mais alimentos saudáveis ​​você ingere e quanto mais atividade física pratica, melhor é o seu balanço energético.

Assim, se você deseja um resultado ideal, deve consultar os profissionais responsáveis ​​por cada área, como o endocrinologista, nutricionista, educador físico e fisioterapeuta. Eles irão orientar você como proceder para perder essa gordura, mas acima de tudo, de forma segura e saudável.

Foto Destaque: Divulgação / Istock

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *