Proteínas se mostram eficazes na diminuição do hormônio da fome - Blog Unicpharma
Dreamstime L 57179795

Proteínas se mostram eficazes na diminuição do hormônio da fome

Um estudo americano publicado na revista científica Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism sugere que o consumo de proteínas reduz o nível de hormônio da fome, a grelina. O efeito que o nutriente exerce sobre a grelina seria a explicação para a perda de peso provocada por dietas ricas em proteínas.

O hormônio é produzido pelo estômago e atua no cérebro, dando a sensação de fome quando estamos de barriga vazia. Ao ingerir alimentos, a secreção de grelina diminui, acabando com a sensação de fome.

Na pesquisa, o nível de grelina de 16 participantes saudáveis foi avaliado depois da ingestão de líquidos ricos em três nutrientes: carboidratos, proteínas e gorduras. Os resultados indicaram que o consumo do líquido à base de proteínas teve maior efeito na supressão da grelina em um período de seis horas.

Os carboidratos se destacaram na supressão do hormônio nas três primeiras horas após o consumo do líquido. Porém, nas três horas seguintes, o nível de grelina voltou a subir além do nível considerado normal.

Devido ao pequeno número de participantes, o estudo ainda não pode ser considerado conclusivo. Além disso, alimentos comuns precisam ser testados. Contudo, a pesquisa ajuda a identificar os mecanismos que contribuem para a perda de peso nas dietas ricas em proteínas e o aumento naquelas ricas em gorduras.

A dieta rica em proteínas é indicada a você?
Antes de dar a largada a qualquer tipo de dieta, é importante analisar a proposta do cardápio e verificar se ele se encaixa às suas preferências alimentares. Na dieta rica em proteínas, a restrição de carboidratos é um fator determinante, constata a nutricionista, Roberta Stella.

Caso esteja interessado na dieta, pense como você se sentiria sem batata, arroz, macarrão ou pão? Se a resposta for que estes alimentos, ricos em carboidratos, não farão grande falta, siga em frente na dieta das proteínas.

Roberta aconselha ainda a analisar se a correria do dia-a-dia permite que você siga um cardápio rico em proteínas. Verifique a possibilidade de encontrar os alimentos permitidos na dieta nos lugares que você mais freqüenta . Para não usar a desculpa de que só encontra alimentos não permitidos para fazer os lanches intermediários, mantenha os alimentos permitidos sempre por perto.

Tenha sempre no escritório, na porta da geladeira e na bolsa, uma pequena lista com os alimentos permitidos na dieta. Na dúvida, basta consultá-la para saber o que é possível ingerir na fase em que se encontra a dieta , orienta a nutricionista.

Vale lembrar que a dieta rica em proteínas não exclui a ingestão de legumes e frutas. Porém, dependendo da fase em que se encontra, alguns deles poderão ser restringidos ou até banidos. A ingestão de bebidas alcoólicas é proibida, incluindo o vinho.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *