Tratamento Com Manta Térmica

Manta térmica colabora para queima da gordura localizada

Entenda como ela funciona e que tratamentos estéticos ela ajuda a potencializar

Os tratamentos estéticos atuais têm utilizado cada vez mais recursos para combater celulite e gordura localizada. Entre eles destaca-se a termoterapia, um recurso simples e acessível, além de muito utilizado, e que se vale de temperaturas altas ou baixas. No caso de utilização do calor, é possível minimizar edemas (inchaços), aumentar a circulação no local a ser tratado e acelerar o metabolismo, facilitando, por exemplo, a maleabilidade das áreas de gordura localizada e o aumento do gasto energético, entre outros benefícios.

Existem fontes de calor diversas e a manta térmica é um recurso muito encontrado em diversas cabines de tratamento. Essa manta é de material maleável e sua temperatura regulável, o que torna seu uso seguro. A ideia da manta térmica é que se utilize em áreas como abdômen, membros inferiores e superiores, sendo muito útil tanto para o tratamento estético, atuando sobre áreas de gordura localizada e celulites, quanto sobre músculos (que podem estar em tensão).

Sobre a gordura localizada o calor da manta pode atuar aumentando o metabolismo local, trazendo mais fluxo sanguíneo para a região, aumentando o calibre dos vasos e a circulação, elevando a oxigenação das células e atuando sobre a retenção de líquidos, liberando toxinas, auxiliando na maleabilização da gordura localizada e ajudando também no gasto energético e de calorias, sendo este mecanismo desencadeado pelo uso do calor. Além disso, pode facilitar, pela vasodilatação gerada, a penetração de ativos termogênicos que podem ser utilizados para potencializar estes efeitos e melhorar a textura da pele, atingindo efeitos positivos sobre a celulite também.

É importante ressaltar que o uso da manta térmica não exclui a necessidade da prática de atividade física regular e de uma alimentação balanceada e correta. Além do uso de ativos cosméticos com o calor, pode-se associar com o uso de ultrassom estético ou lipocavitadores, por exemplo, que possuem a finalidade de tratar a quebra ou facilitar a eliminação deste tecido adiposo localizado, atuando também para a redução de medidas. É necessário que um profissional qualificado conduza o tratamento a partir de avaliação prévia, observando as contraindicações e traçando a melhor proposta para um programa de tratamento.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *