skip to Main Content
Retenção de líquidos

A retenção de líquidos é o acúmulo de líquidos. Pode surgir por conta de alterais hormonais, como na TPM e gravidez, além do consumo excessivo de sal, falta de atividade física. Dessa forma, os sintomas mais conhecidos são os inchaços nas pernas, mãos ou abdômen.

Contudo, caso constate retenção de líquidos, não é preciso grande preocupação. Dessa forma, pode ser aliviada com medidas simples, como elevar pernas ou levantar os braços, abrindo e fechando as mãos.

Contudo, a retenção pode ser sinal de algumas doenças, como diabetes e pressão alta. Por isso, se faz muito importante consultar com um médico.

Atenção aos sintomas!

Os principais sintomas podem ser o inchaço das pernas, pés ou mãos, além de vermelhidão no local inchado, falta de ar ou dor no peito. Com isso, é importante buscar ajuda médica para que seja identificada a causa, assim, descobrindo o tratamento mais adequado.

Os locais mais frequentes de se inchar são o rosto, barriga, pernas, braços e costas. Além disso, é comum que, na retenção de líquido, diminua a urina produzida e liberada por dia.

  • Como saber se você possui retenção de líquidos: uma boa forma de se saber se você possui retenção de líquidos é pressionar o local que está inchado por cerca de 30 segundos. Se a região ficar marcar, significa que há um acúmulo de líquidos no local.

As principais causas da retenção de líquidos e o que fazer?

Muitas podem ser as causas. Desde alimentação com bastante sal até falta de atividade física. Com isso, confira quais são os principais fatores que causam e o que fazer em cada caso:

Consumo em excesso de sal

O consumo em excesso de sal é um dos maiores causadores da retenção de líquido no corpo. Isso porque pois o sal contém muito sódio, que acaba retendo água. Por isso, se estiver em grandes quantidades no corpo, aumenta a retenção de líquidos.

  • O que fazer: para evitar a retenção de líquidos recomenda-se usar sal com baixo teor de sódio, diminuir o consumo de sal nas refeições ou outras opções de tempero.

Não beber água

O corpo hidratado é sinal de um bom funcionamento das células e dos rins. Dessa maneira, ajuda a eliminar o excesso de sal no organismo. Por isso, não beber água é um dos principais motivos para acontecer a retenção de líquidos.

Além disso, a desidratação faz com que o corpo retenha mais água para compensar a falta no corpo. Assim, ocorre os inchaços.

  • O que fazer: consuma, ao mínimo, 1,5 a 3 litros de água por dia. Pode ser bebida em sua forma natural, com gás, aromatizada ou em chás – mas sem açúcar.

Como beber mais água?

  • Tome chás e água com gás;
  • Torne a garrafinha a sua grande companheira;
  • Beba um copo de água antes de cada refeição;
  • Aposte em frutas e verduras com alto teor de água, como a melancia;
  • Aposte em águas aromatizadas.

Falta de atividades físicas

A falta de atividades físicas é uma grande influência na circulação sanguínea, que acaba se tornando mais lenta. Dessa forma, pode causa retenção de líquidos, especialmente nas pernas, tornozelos ou pés.

  • O que fazer: a prática de atividades físicas ajuda a melhorar e prevenir a retenção de líquidos, pois melhora a circulação sanguínea. Afinal, o sangue circula de forma mais rápida e eficiente no corpo. A recomendação é de que se realize exercícios físicos por, no mínimo, 30 minutos por três vezes na semana. Natação, caminhadas leves ou hidroginásticas são os mais indicados.

Ficar parado por um longo tempo na mesma posição

Ficar sentado ou em pé por muito, assim como no trabalho, pode ser uma das causas para você ter retenção de líquidos. Afinal, permanecer na mesma posição por muito tempo faz com que o retorno do sangue das pernas ou braços para o coração seja mais dificultado. Dessa forma, pode causar o inchaço.

  • O que fazer: caso fique muito tempo sentado, movimente os pés para cima e para baixo a cada hora. Ou ande a cada cinco minuto, levantando os braços, a fim de estimular a circulação sanguínea. Enquanto isso, se ficar muito tempo em pé, dobre as pernas e tornozelo, fazendo movimentos circulares com o pés e levante os braços, abrindo e fechando as mãos. Massagens ou drenagens linfáticas também são importantes para ativar a circulação.

Gravidez

A gravidez também conta com a retenção de líquidos sendo um sintoma normal. Afinal, durante a gestação, há um aumento da produção do hormônio chamado relaxina. Dessa forma, este provoca a dilatação dos vasos sanguíneos, fazendo com que haja um inchaço das pernas e tornozelos.

  • O que fazer: beba, ao mínimo, 8 copos de água durante o dia, além de diminuir o consumo de sal e fazer atividades físicas leves, como caminhadas e hidroginásticas. Além disso, sempre eleve as pernas. Vale lembrar que todas as atividades precisam ser liberadas pelo obstetra.

Problemas cardiovasculares

A retenção de líquido pode acontecer por conta de problemas cardíacos, como a pressão alta ou insuficiência cardíaca. A retenção acontece por conta da dificuldade de bombear o sangue pelo coração. Assim como, as válvulas das veias podem não funcionar de maneira adequada, o que também dificulta o retorno do sangue para o coração. Com isso, acumula-se líquidos e causa o inchaço.

  • O que fazer: consulte um cardiologista de confiança, a fim de que possa avaliar a causa da retenção de líquidos e começar um tratamento, com remédios anti-hipertensivos ou diuréticos – isso em casos de pressão alta ou insuficiência cardíaca. Além disso, recomenda-se atividades físicas leves, como a caminhada. Movimentar as pernas e braços durante o dia e elevar as pernas acima do nível do coração antes de dormir por, no mínimo, 20 minutos, também pode ser bom.

Quando eu devo ir no médico?

A retenção de líquidos podem ser acompanhadas por alguns outros sintomas. Com isso, necessitam um atendimento médico:

  • Falta de ar;
  • Dor no peito;
  • Dor de cabeça;
  • Tosse ou expectoração;
  • Inchaço repentino;
  • Dor ou inchaço persistente nas pernas;
  • Vermelhidão da região inchada;
  • Febre;
  • Formigamento dos pés, pernas, braços ou mãos.

Foto destaque: Reprodução/DCI

This Post Has 2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.