Caspa afeta cerca de 40% da população mundial - Blog Unicpharma
1 84

Caspa afeta cerca de 40% da população mundial

Você coça a cabeça a toda hora e sua blusa fica cheia de pontinhos brancos? Apesar de embaraçosa, a situação é bem comum no dia-a-dia e quem sofre com a caspa. E não é pouca gente: estima-se que cerca de 40% da população mundial sofra com o inconveniente ao menos uma vez por ano. Abaixo, a dermatologista Flávia Addor, diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo, fala tudo o que você sempre quis saber sobre o assunto, mas não teve a quem perguntar.

1. A caspa é também conhecida pelos nomes eczema e dermatite seborreica, como é chamada nos quadros mais graves. Ela pode ser causada pelo aumento da produção de óleo das glândulas sebáceas e pela presença do fungo Pityrosporum ovale;

2. É caracterizada por uma descamação fina e seca do couro cabeludo, proveniente de escamas naturais da pele adicionadas ao sebo;

3. Pode se manifestar sob a forma de lesões avermelhadas que descamam e coçam, principalmente no couro cabeludo, barba, sobrancelhas, perto do nariz, dentro e atrás das orelhas, nas costas e nas dobras da pele;

4. Cerca de 40% da população mundial têm caspa pelo o menos uma vez ao ano;

5. Existem dois tipos de caspa: a seca, formada por minúsculas películas que empoeiram o pescoço e os ombros, sem processo inflamatório; e a gordurosa, causada por escamas embebidas em sebo, mais grossas e aderentes à pele do couro cabeludo e à raiz do cabelo, acompanhada de processo inflamatório de intensidade variável;

6. Há uma ligeira predileção por homens e adultos, pois a glândula sebácea é ativada pelos hormônios sexuais masculinos;

7. Predomina em pessoas na faixa etária entre 18 e 40 anos;

8. Alterações hormonais, estresse, clima seco, frio, uso de alguns medicamentos como corticoides orais e estresse agravam o quadro;

9. Nos bebês, é chamada de crosta láctea, que se caracteriza em forma de uma placa gordurosa que adere ao couro cabeludo;

10. Não é contagiosa;

11. Estresse e ansiedade propiciam o seu o aumento;

12. Quando não tratada a tempo, a caspa pode levar à calvície, tanto em homens como em mulheres;

13. Cosméticos não causam caspas, mas sim dermatites de contato que podem ser descamativas;

14. Banhos muito quentes funcionam como estímulo para secreção sebácea;

15. Enxugue-se bem antes de se vestir, a umidade é um fator desencadeante das lesões;

16. Enxague bem os cabelos para retirar completamente o xampu e o condicionador;

17. Massageie o couro cabeludo com a ponta dos dedos durante cinco minutos diariamente para ativar a circulação no couro cabeludo;

18. A baixa frequência de lavagem dos cabelos influi em seu surgimento. A lavagem contribui para a remoção de agentes poluentes, resíduos minerais e oleosidade;

19. A bebida alcoólica inibe a atividade de algumas vitaminas do complexo B, que agem, na raiz dos cabelos, causando desequilíbrio das glândulas sebáceas. Essas passam a funcionar mais gerando a hipersecreção sebácea, que se deposita na superfície do couro cabeludo, formando a caspa;

20. Não existe tratamento para a cura definitiva da dermatite seborreica, mas existem medicamentos específicos para a pele e o couro cabeludo capazes de controlar os sintomas;

21. É recomendado o uso de um xampu anticaspa, à base de alcatrão, piritionato de zinco ou sulfato de selênio;

22. Em alguns casos são indicados produtos tópicos à base de ácido salicílico e antifúngicos. Corticoides tópicos podem ser úteis em casos de muita inflamação e coceira. Mas só um médico pode receitar a fórmula ideal para cada caso;

23. Medicações orais não são indicadas para o tratamento;

24. Uma alimentação equilibrada à base de frutas, legumes e alimentos proteicos contribuem para o tratamento. É aconselhado evitar o consumo de gorduras animais e açúcares em excesso;

25. Evite abusar do secador de cabelo, fazer alisamentos à base de produtos químicos e usar tinturas e xampus tonalizantes;

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *