skip to Main Content
menstruação

Menstruação atrasada nem sempre significa gravidez. Isso porque diversas outras situações podem levar ao atraso. Entre os mais comuns estão as alterações hormonais, estresse em excesso e até mesmo o consumo de cafeína ou de bebidas alcoólicas.

Vale lembrar que esse atraso geralmente pode durar de um dia até dois meses. Contudo, caso a menstruação continue atrasa por mais de três meses é recomendado consultar o médico. Dessa forma, a causa será identificada e tratada. Assim, confira as 5 causas mais comuns:

Excesso de exercício físico

Essa causa tende a afetar mais atletas ou pessoas que estão se preparando para alguma prova ou competição de esportes. Assim, o excesso de atividade física pode levar a alterações hormonais. Isso acontece geralmente por conta do aumento da prolactina, que leva ao atraso da menstruação. Dessa forma, é importante saber como praticas atividades físicas regulares, sem excesso.

Estresse e/ou ansiedade

O estresse e a ansiedade podem influenciar bastante na regulação hormonal. Isso acontece por conta da ação realizada pelo hipotálamo, a glândula cerebral responsável por essa função. Assim, acontecem alterações na menstruação. Assim, algumas dessas situações causam a ausência por mais de três meses, o que chama-se amenorreia. Dessa forma, é recomendado consultar um médico.

Pílula de uso contínuo

Pílulas ou anticoncepcionais de uso contínuo fornecem hormônios ao organismo todos os dias, não tendo nenhuma pausa. Dessa forma, acabam impedindo a menstruação. Contudo, alguns pequenos sangramentos acontecem ocasionalmente – mas em dias diferentes do ciclo -.

Para mulheres que deixam de usar anticoncepcionais, sendo a pílula, implante ou injeção, o ciclo menstrual pode acabar demorando para se tornar regular de novo. Estima-se que demore cerca de seis meses. Para isso, não há motivos para a preocupação, pois é normal.

Alterações no sistema reprodutor

O sistema reprodutor pode ter algumas alterações ao longo dos anos. As mais comuns são a endometriose, síndrome dos ovários policísticos ou até miomas no útero. Assim, oscilações nos hormônios causam a alterações na menstruação. Além disso, duas glândulas localizadas no cérebro, o hipotálamo e a hipófise, são responsáveis pela regulação dos hormônios sexuais. Dessa forma, doenças que alterem essas glândulas causam oscilações.

Dietas restritivas

Assim como o excesso de exercícios físicos, algumas dietas muito restritivas podem levar a oscilações nos hormônios, causando alterações no ciclo menstrual. Isso acontece por conta da redução de nutrientes. Dessa forma, o organismo aproveita a pequena quantidade de nutrientes para as funções mais importantes, o que reflete em atraso ou a própria ausência na menstruação.

This Post Has One Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.