skip to Main Content
Infecção urinária

Já sentiu aquela ardência insuportável ao fazer xixi? Ou melhor, está sempre apertado para ir ao banheiro, mas vem urinando em pouca quantidade? Isso pode ser infecção urinária. Ela tem três tipos, mas seu tratamento pode ser realizado de maneira prática e indolor!

Por isso, o Blog da UnicPharma separou as melhores dicas para você!

O que é a infecção urinária?

A infecção urinária é a infecção que afeta os órgãos do trato urinário. Pode ser dividida em infecções da uretra (uretrite), da bexiga (cistite) ou do rim (pielonefrite). No homem podemos, ainda, englobar as infecções associadas à próstata (prostatite) ou aos testículos (orquite e orqui-epididimite).

A maioria das infecções do trato urinário responde a tratamento simples com antibióticos, hidratação e analgésicos/anti-inflamatórios e podem ser tratadas em casa. Nalguns casos graves, por exemplo, quando a infecção já está disseminada, é necessário o internamento hospitalar (e eventualmente intervenção cirúrgica) para tratamento e vigilância. Veja mais informação em tratamento das infeções urinárias.

Tipos

A infecção do trato urinário pode ser classificada como sendo:

Uretrite: infecção na uretra

A uretrite surge quando as bactérias infectam somente a uretra, causando inflamação e sintomas como:

  • Vontade frequente para urinar;
  • Dificuldade para começar a urinar;
  • Dor ou ardor para urinar;
  • Corrimento amarelado na uretra.

Nestes casos acaba sendo mais aconselhado consultar um médico para iniciar o tratamento com antibióticos, de forma a eliminar as bactérias da uretra. No entanto, também se deve manter a região íntima limpar e seca, assim como aumentar a ingestão de água.

Cistite: infecção da bexiga

A infecção da bexiga é a forma mais comum da infecção urinária e acontece quando as bactérias conseguem passar a uretra e chegar até a bexiga, causando:

  • Vontade urgente para urinar, mas em pouca quantidade;
  • Sensação de queimação ao urinar;
  • Presença de sangue na urina;
  • Urina turva com cheiro intenso e desagradável;
  • Dor abdominal ou sensação de peso no fundo da barriga;
  • Febre até 38ºC.

É recomendado consultar um urologista ou clínico geral assim que surja um ou mais destes sintomas para iniciar o tratamento adequado com antibióticos, de forma a evitar que a infecção chegue até aos rins. No caso de dor nas costas, febre acima de 38 ºC ou vômitos deve-se ir imediatamente ao pronto-socorro.

Pielonefrite: infecção nos rins

A maior parte das infecções urinárias afetam apenas a uretra ou a bexiga, porém, nos casos mais graves, as bactérias podem chegar até aos rins e causar uma infecção mais grave, que leva ao surgimento de:

  • Febre acima de 38,5º C;
  • Dor forte na barriga, costas ou virilhas;
  • Dor ou queimação ao urinar;
  • Urina turva;
  • Presença de pus ou sangue na urina;
  • Vontade frequente para urinar.

Além disso, podem ainda surgir calafrios, náuseas, vômitos e cansaço excessivo. Já nos idosos, este tipo de infecção normalmente causa confusão mesmo antes de surgirem os outros sintomas. No caso de suspeita de pielonefrite é importante ir imediatamente ao hospital para identificar o problema e iniciar o tratamento com antibióticos diretamente na veia.

Sintomas

Os sintomas de infecção urinária podem variar bastante de uma pessoa para a outra e de acordo com o local do sistema urinário afetado. Dessa maneira, este pode ser a uretra, a bexiga ou os rins.

No entanto, os sintomas mais clássicos incluem:

  • Vontade frequente para urinar;
  • Dor ou queimação ao urinar;
  • Sensação de peso na bexiga;
  • Urinar em pouca quantidade;
  • Urina muito escura;
  • Urina com cheiro forte;
  • Febre baixa constante.

Assim, geralmente, a infecção urinária acaba sendo causada por bactérias do intestino que chegam ao sistema urinário. Dessa maneira, é por isso que o problema se faz mais frequente nas mulheres por conta de sua proximidade do ânus com a uretra.

Tratamento para infecção urinária

Assim sendo, o tratamento é feito com uso de antibióticos indicados pelo médico, sendo a forma mais indicada de tratamento. O tratamento dura de 7-10 dias, sendo importante tomar o remédio até a data informada pelo médico, mesmo que os sintomas desapareçam antes disso. Também é importante beber mais água, porque quanto mais urina o corpo produzir, mais facilmente são eliminadas bactérias pela urina.

Alguns sucos podem ajudar!

Estes sucos só devem ser usados como complemento do tratamento da infecção urinária que normalmente é feito com antibióticos prescritos pelo urologista.

  • Suco de melancia e laranja: O suco de melancia e laranja é recomendado para prevenir e ajudar a combater a infecção urinária, pois contém vitaminas e minerais com efeito diurético, além de aumentar as defesas do organismo. Modo de preparo: Descasque 2 laranjas e separe em gomos, corte uma fatia de melancia aos pedaços e descasque 1/4 de abacaxi. Bata todos os ingredientes no liquidificador e coe, conforme necessário. Dessa maneira, beba cerca de 3 copos do suco por dia até desaparecerem os sintomas.
  • Suco verde: O suco verde é um bom diurético que serve para limpar a bexiga, e também contém antioxidantes que ajudam a reduzir inflamações e aumentar as defesas do organismo, sendo uma boa opção de suco para infecção urinária. Modo de preparo: Assim, descasque duas maçãs e um pepino, lave bem e misture, no liquidificador, com 3 folhas de repolho, salsa e meio copo de água. Beba dois copos por dia.
  • Suco de agrião com kiwi: O suco de agrião e kiwi fornece vitamina C e contém propriedades antimicrobianas, benéficas para ajudar a combater as bactérias que causam infecção do trato urinário. Dessa forma, coloque 1 xícara de agrião, 2 kiwis e o suco de 1 laranja no liquidificado. Junte com 2 copos de água. Bata tudo por alguns minutos. Beba vários copos por dia.

Como evitar a infecção urinária

  • Lavar a região genital externa com água e sabão após a relação sexual;
  • Após urinar e defecar sempre limpar a região íntima de frente para trás, a fim de evitar a chegada da bactéria E. Coli na vagina, já que esta encontra-se presente na região anal e perianal, sendo a principal causadora de infecção urinária;
  • Esvaziar completamente a bexiga toda vez que urinar, para evitar a urina residual que aumenta as chances de infecção urinária;
  • Beber mais água, ingerindo pelo menos 1,5 L de líquidos claros por dia;
  • Manter uma alimentação rica em fibras para diminuir o tempo de permanência das fezes dentro do intestino, o que diminui a quantidade de bactérias dentro dele;
  • Não usar perfume ou creme com perfume na região da vagina porque isso pode irritar a pele e aumentar o risco de infecção urinária;
  • Manter a região da vulva sempre seca, evitando usar roupas muito apertadas e absorvente diário, a fim de diminuir a transpiração neste local.
Dra. Angela A. Benicio de Lima

Farmacêutica, Bioquímica e Nutricionista

  • Graduanda em farmácia estética
  • Pós graduação em farmácia clínica e atenção Farmacêutica
  • Pós graduação em fitoterapia clínica
  • Formada em nutrição
  • Atua como farmacêutica há mais de 10 anos no mercado
    magistral, Com Inscrição no Conselho Regional de Farmácia N.46216

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.