Shutterstock 522963856

Dor nas costas e perna: saiba o que pode ser

Irritação das raízes do nervo ciático é uma das principais causas do problema
Dor nas costas, que irradia para a perna. Esse é um dos principais sintomas da dor ciática, um padrão de dor que atinge o nervo ciático, composto por raízes nervosas, que se iniciam na coluna, percorrendo a região do glúteo e perna.
A dor ciática surge a partir da irritação de uma das raízes nervosas da coluna lombar, geralmente causada por uma hérnia de disco. No entanto, outras condições também podem gerar dor nas costas e perna, como osteoartrose, osteoporose e neoplasias.

Sintomas  

Além de dor nas costas e perna, que podem variar de moderada a intensa, os sintomas mais frequentes da dor ciática são queimação, adormecimento, sensação de agulhas perfurando e fraqueza na perna, que ultrapassa o joelho, podendo alcançar o pé, além de deficiências motoras para realizar movimentos como caminhar e correr.

Como diagnosticar

O diagnóstico da dor ciática é realizado por exame físico e testes complementares laboratoriais e de imagens, como as radiografias, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética, que ajudam a confirmar a região onde há a suspeita de irritação nervosa.
Ao contrário de outros tipos de dor, a dor ciática tende a piorar com exercícios de alongamento das pernas e com a manutenção de atividades físicas. Portanto, evite se exercitar se estiver sentindo esse tipo de dor e procure um médico para o diagnóstico correto.

Tratamento

O tratamento da dor ciática inicialmente envolve repouso e administração de medicamentos, como anti-inflamatórios e relaxantes musculares. Em alguns casos, quando o paciente não responde aos medicamentos, pode ser recomendada a aplicação de injeções epidurais em torno do nervo irritado.
A cirurgia pode ser uma opção quando não há melhora dos sintomas em um período de tempo, que varia entre seis semanas a três meses, ou quando os sintomas pioram gradativamente. Geralmente, nessas situações, os procedimentos cirúrgicos mais comuns envolvem a remoção da parte herniada do disco, que está pressionando a raiz do nervo.

 

Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *