Felício Neto, Presidente Executivo da ABCFARMA, fala da importância da entidade que completa 61 anos - Blog Unicpharma
1

No último dia 13 de outubro, a UnicPharma recebeu, em live, o Presidente Executivo da Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico (ABCFARMA), Sr. Felício Neto. Completando 61 anos hoje, neste 30 de outubro, o líder da associação contou detalhes sobre a entidade. Fundada no Rio de Janeiro nos anos 1960, a empresa nasceu com o intuito de auxiliar o setor de farmácia.

Sr. Pedro Zidoi, Diretor-Presidente, hoje com 93 anos, trouxe a empresa para São Paulo e tornou-se uma referência no ramo farmacêutico. Sr. Pedro foi precursor da revista e lista de preços atuais da empresa, mas isso década atrás. Hoje modernizada, este editorial é referência e de grande importância no setor. Confira nesta entrevista exclusiva concedia à Unic.

“A ABCFARMA é uma senhora que completou 60 anos em outubro do ano passado e que trabalha em prol do varejo farmacêutico. Nossa atividade é permanente, desde o regulatório até o pré-balcão. Nós trabalhamos em prol do setor e temos módulos de gerenciamento dentro da ABCFARMA que atuam num conjunto sobre o qual eu lidero. A gente trabalha para atender e assistir as farmácias e drogarias deste país. Uma entidade de pesquisa, análise de mercado e de atendimento aos associados”, contou Felício Neto.

As funções e os departamentos da ABCFARMA

Felício Neto comentou a importância e prestatividade do Departamento Jurídico no auxílio aos associados, para evitar erros comuns de interpretação. Assim, o Presidente Executivo explicou também a função do Departamento de Preços, que trabalha com aproximadamente 200 laboratórios por mês e trata, aproximadamente, 16 mil SKUs (Stock Keeping Unit – Unidade de Manutenção de Estoque), um a um, todo mês. Estes que são alinhados com as publicações da CAMED, CMED, ANVISA.

“Então, eu tenho, por exemplo, um departamento jurídico que está sempre a disposição de esclarecimentos e questionamentos de nossos associados, que edita, quinzenalmente, materiais sobre o tão complexo regulatório farmacêutico numa linguagem mais simples para que nossos associados possam entender e não se exporem a riscos na sua operação”.

“Nós revisamos todos os preços em relação ao preço que os laboratórios pretendem praticar nos próximos 30 dias. Isso tudo é tratado, trabalhado dentro desse departamento e depois é divulgado e impresso nas nossas revistas e disponibilizado no nosso arquivo eletrônico de preços. Este que tenho dito que é, sem dúvida, o mais completo arquivo de preços do Brasil. Porque ele não traz exclusivamente preços. Mas traz também outras informações do medicamento. Então, vai desde preço até embalagem, apresentação, etc”.

Leia também

Já o Departamento Comercial também trabalha com muitos laboratórios no Brasil, mas através das revistas levam seus anúncios, lançamentos, conteúdos sobre os medicamentos, além do Departamento Jornalístico, que faz entrevistas com personalidades importantes do ramo. Este setor é responsável por uma seção específica chamada “Páginas Azuis”. Por fim, o Departamento Operacional que cuida desde a parte de administração até as finanças. Assim, Felício alerta que nenhum preço de medicamento vai aos farmacêutico fora da tabela:

“A CMED tem uma regra de formação de preço que ela apresenta ao mercado definindo um reajuste que acontece anualmente. Essas informações vem para a ABCFARMA através dos laboratórios, que são nossos parceiros. Nós vamos filtrar esses preços para evitar, de repente, um engano. Isso porque nenhum preço pode ser praticado além daquele autorizado pela CMED”.

“A ABCFARMA é a busca do equilíbrio da saúde pública no país” – Felício Neto

A evolução da ABCFARMA e da farmácia

Sem dúvida, a ABCFARMA evoluiu com o tempo. A tecnologia avançando, o setor farmacêutico foi se adaptando a nova rotina e se adequou. Assim, Felício Neto comentou essas mudanças na empresa ao longo dos anos:

“A empresa evoluiu e continua evoluindo muito. Estamos na era digital e essa transformação é contínua. A gente está levando projetos ligados diretamente a atividade digital. A revista continua, o trabalho interno continua, os laboratórios continuam mandando informações, mas queremos deixar a farmácia conectada. Precisamos ter a farmácia digital. A farmácia tem que evoluir mais”.

Felício Neto declarou que é um privilégio presidir a ABCFARMA. Contudo, enfatizou que a empresa tem uma história incrível. Porém, que é difícil e uma grande responsabilidade, mas que por ter uma equipe integrada facilita o trabalho. Por fim, bradou que por todo o serviço que as farmácias prestam, deveriam ser mais valorizadas:

“O atendimento farmacêutico deveria ser mais incentivado, até pelo próprio governo. O medicamento é um dos produtos mais regulados na economia nacional. O controle de preço é seríssimo e as margens praticamente estipuladas. Então, deveria ser mais valorizada”.

https://www.instagram.com/tv/CGTL7vdjHpZ/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *