Comer antes de dormir faz mal à saúde? - Blog Unicpharma
 91031490 Thinkstockphotos 125163264

Comer antes de dormir faz mal à saúde?

Você já deve ter ouvido em algum momento da sua vida alguém da família avisar que comer antes de dormir faz mal para a saúde. E aí você se perguntou se realmente aquele lanchinho que você fez ou o jantar na casa dos amigos te prejudicou nesse ponto.
Existem diversos estudos acerca do assunto e muitas opiniões controversas. Mas alguns efeitos que o ato de comer e depois dormir tem sobre o corpo já foram confirmados em pesquisas.

Aumento de peso e doenças cardíacas
É importante entender que nenhum estudo sugere que não se deva jantar. O problema da alimentação noturna, na verdade, está ligado a três fatores: o que você ingere, em qual quantidade e o horário.
Alimentos de alto teor calórico e com muita gordura são os que mais devem ser evitados. O corpo tem menos tempo para fazer a digestão durante a noite e também existe uma resposta térmica diferente do organismo à noite, por isso pesquisas mostram que ingerir esse tipo de alimentos nesse período aumenta as chances de sobrepeso e obesidade.
Estudos também sugerem que a saciedade à noite pode ser menor, o que leva a pessoa a ingerir mais comida e, por consequência, mais calorias, outra contribuição para que esses quadros aconteçam.
Uma pesquisa apresentada no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia em 2011 ainda fez uma associação de tempo entre o jantar e a hora de dormir. Indivíduos que não esperavam o intervalo de pelo menos uma hora entre os dois tinham mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares.
A explicação vem de duas formas: primeiro que a glicose e o colesterol se alteram quando comemos, então o fluxo sanguíneo também muda, e o organismo funciona diferente quando dormimos. Além disso, comer e logo deitar pode ser a causa da doença do refluxo, que leva o paciente a ter apneia do sono, fator de risco para o AVC, por exemplo.

Melhor prevenir do que remediar!
O fato principal é que se alimentar deixa o organismo alerta e seu ritmo aumenta, enquanto dormir gera no corpo o estado de repouso que serve para diminuir esse ritmo. Por isso, especialistas afirmam que esse conflito pode refletir no peso, no coração, no estresse e no aparelho digestivo.
Ainda são necessários mais estudos para entender todas as variantes, afinal os organismos podem responder de formas diferentes. Mas, por enquanto,  recomenda-se optar por refeições mais saudáveis, leves e não tão tarde da noite, com um período entre a refeição e a hora de dormir

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *