skip to Main Content

Herpes Genital

É uma infecção causada mais frequentemente pelo herpes vírus simples tipo 2, também podendo ser causada pelo herpes vírus tipo 1.

Estima-se que mais de 50 milhões de pessoas são infectadas por esses vírus nos EUA e a proporção de casos vêm aumentando.  Os vírus se alojam nos gânglios dos nervos periféricos, apresentando períodos de latência (não apresentando sintomas) e exacerbações (com sintomas).
A doença é transmitida sexualmente, geralmente na vigência de lesões, principalmente na fase de formação de vesículas; mas a transmissão também pode ocorrer na ausência destas.
Sintomas e fatores associados
Sensação de formigamento e ardência local, com o posterior surgimento de vesículas, que se rompem e formam crostas, que cicatrizam.
Fatores que predispõem à recorrência: estresse físico ou emocional, traumatismos, infecções, imunodeficiência, exposição ao sol, períodos de menstruação.
Tratamento e prevenção
Na suspeita ao surgirem as lesões, o indivíduo deve procurar o médico infectologista que fará o diagnóstico por meio de exame clínico, podendo também realizar exame laboratorial. No tratamento são utilizados antivirais orais, que não erradica o vírus, mas diminui a intensidade e a duração das lesões.
O uso de preservativo durante a relação sexual, de qualquer natureza, (oral, anal ou vaginal) é o melhor meio para evitar a transmissão.  Além de usar proteção nas relações sexuais, evitar o uso de objetos íntimos e o toque na pele de outras pessoas quando há indícios da doença ajuda a prevenir o contágio.

Voltar

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.