skip to Main Content
Protetor Solar

O desejo de muitas pessoas é ter uma pele jovem e saudável por um longo tempo, sem aquele aspecto enrugado ou envelhecido. Para isso é importante ter cuidado com a camada que mais sofre com o cotidiano. Sendo assim, o protetor solar é indispensável para quem deseja esse aspecto.

Aplicando o protetor solar todos os dias é possível combater o envelhecimento precoce, além do ressecamento, oleosidade excessiva, manchas e até o câncer de pele. O Blog da Unic separou todas as vantagens desse novo aliado!

Por que é importante o uso do protetor solar?

A exposição solar e à poluição são dois agentes causadores do envelhecimento da pele. Ou seja, este acaba por causar o ressecamento da pele – que resulta na flacidez, desidratação e no surgimento das linhas de expressão e rugas.

Outro vilão da nossa pele são os raios UVA e UVB, que conseguem penetrar na pele de maneira profunda, tendo um efeito cumulativo. Por isso, dão início às manchas, pintas e sardas.

Sendo assim, é muito importante manter a pele sempre protegido. Dessa forma, o primeiro passo é tornar o protetor solar como o grande aliado à lista de cuidados com a pele. Afinal, junto com uma boa limpeza e hidratação, precisa ser um cuidado diário. Também necessita-se que seja escolhido um produto de acordo com o tipo de pele, o que evita espinhas, cravos e ressecamento.

Para o dia a dia, o protetor solar com cor pode se tornar uma boa opção, pois protege o rosto contra os efeitos mais nocivos dos raios solares. Além disso, também ajuda a disfarçar as possíveis imperfeições da pele e previne os danos da luz. Ou seja, une o útil ao agradável. No total, o ideal é que seja escolhido um protetor solar que melhor se adeque ao tipo de pele e à cobertura desejada.

O que é FPS?

O fator de proteção solar é a medida do filtro contra os raios ultravioletas UVB, que deixam a pele vermelha quando tomamos sol. Enquanto isso, o número do FPS mostra quando tempo pode-se ficar exposto aos raios solares sem que aconteça queimaduras.

Ou seja, se a pele demora cinco minutos para sentir os efeitos do sol, um protetor com FPS 30, suporta ficar 15 vezes mais em exposição. Dessa forma, são 75 minutos a mais de proteção solar.

Mesmo não sendo mais potentes que os demais, o protetor solar com FPS dá uma proteção solar por um período maior de tempo. Além disso, é sempre importante reaplicar durante o dia.

Como escolher o melhor protetor solar para a minha pele?

Cada tipo de pele precisa de produtos específicos. Dessa forma, os mesmos podem aumentar as características e pontos positivos, não a prejudicando. Sendo assim, escolher um protetor solar ideal é fundamental.

Em casos de peles oleosas, os mais indicados são os filtros fluidos e os oil-free. Estes possuem uma textura leve, sem óleo e de forma absorção. Enquanto isso, se você possuir uma pele seca, aposte em versões em cremes ou loções. Já se a pele for mais sensível, escolha produtos com fórmulas minerais ou em pó, evitando alergias ou irritações.

Protetores solares químicos e físicos

Existem dois tipos de filtros solares. Os químicos absorvem moléculas energética de radiação ultravioleta. Dessa forma, transformam em radiação de baixa energia, o calor. Sendo assim, se cria uma camada de proteção na epiderme, a camada externa da pele. Ou seja, quando reage com a radiação solar, impede a sua penetração.

Enquanto isso, os filtros solares físicos, também conhecidos por inorgânicos, têm uma composição por minerais, dióxido de titânio e dióxido de zinco. Estes não são absorvidos pela pela. Assim, os raios são refletidos pelo protetor solar. Dessa maneira, ajuda na prevenção do envelhecimento da pele pela ação do sol. É muito ideal para crianças, grávidas, pessoas alérgicas ou com a pele sensível.

Óbvio, conheça o seu tipo de pele!

Estes são os tipos de pele:

Pele normal: esse tipo não apresenta aspecto oleoso ou seco. Além disso, não tem brilho moderado, sendo luminosa, rosada e tende a ser suave. Dessa forma, aparenta firme ao tato, com os poros imperceptíveis a olho nu. Não tem espinhas.

Pele seca: esse tipo de pele tem a sensação de que a pele repuxa após o contato com a água. Além disso, pode descamar com mais facilidade e não ter brilho.

Pele oleosa: enquanto isso, esse tipo é caracterizado pela produção de oleosidade, tendo uma maior quantidade de sebo. Pode ter os poros mais dilatados, com a formação de acne mais frequente.

Pele mista: essa apresenta oleosidade em apenas algumas partes do rosto, como na testa, nariz e queixo. Enquanto isso, tem áreas mais secas, como nas bochechas.

Afinal, como ter uma pele mais saudável?

Mesmo aplicados, todos os protetores solares precisam ser reaplicados. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a SBD, a reaplicação deve acontecer a cada duas horas, principalmente se a pele estiver exposta ao sol por muito tempo e/ou em horários muito quentes. Ou seja, este é um passo muito importante.

Além disso, existem inúmeros hábitos do cotidiano que influenciam no aspecto e na saúda da pele. Dessa forma, beba bastante água, se mantendo hidratada, além de uma rotina de exercícios e de uma alimentação saudável. Os maus cuidados (falta de limpeza ou hidratação), má alimentação, tabagismo e o estresse são os grandes inimigos de uma pele saudável – e aliados de rugas e manchas.

Foto destaque: Reprodução/Adcos

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *