skip to Main Content

As consequências da hipertensão arterial para a saúde

Entenda como a doença acontece e o que ela pode gerar em seu organismo

A hipertensão arterial, doença caracterizada pela pressão arterial igual ou maior que 14 por 9, faz parte das doenças crônicas não-transmissíveis de maior índice em nosso país. De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão, mais ou menos 25% da população brasileira adulta pode ser considerada hipertensa. Mas você sabe quais são as possíveis consequências desse quadro para a sua saúde?

Por que a hipertensão arterial acontece?

Vamos começar entendendo a mecânica! A principal função do coração é impulsionar e bombear o fluxo sanguíneo pelos vasos sanguíneos (artérias e veias) que percorrem o nosso corpo todo. A pressão arterial é justamente a pressão exercida nos vasos sanguíneos conforme o fluxo é bombeado.

A pressão máxima é aquela medida quando o coração contrai e expulsa o sangue de seu interior para os vasos sanguíneos e a mínima é quando ele dilata e se enche de sangue novamente.

Quais os fatores de risco para a hipertensão arterial?

O que acontece é que alguns fatores aumentam essa pressão porque estreitam os vasos sanguíneos e acabam exigindo que o coração faça um maior esforço para o sangue circular corretamente. Isso pode gerar dores no peito e na cabeça, fraqueza, tonturas, visão embaçada e até sangramento nasal.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, entre esses fatores podemos encontrar:

  •         Os não modificáveis: que incluem idade (acima dos 60 anos), raça (mais comum em afrodescendentes) e genética (um ou mais casos na família);
  •         E os modificáveis, que podemos evitar e nos prevenir: como obesidade, sedentarismo, alta ingestão de sal, estresse, tabagismo e abuso de bebidas alcoólicas.

O que a hipertensão arterial pode causar?

Quando o coração passa muito tempo precisando fazer esse esforço a mais, os vasos podem acabar tão danificados que entopem e/ou rompem. Além disso, e o fluxo sanguíneo não é distribuído corretamente para o corpo todo e o seu organismo pode acabar seriamente prejudicado. Entre as consequências, estão:

  •         AVC’s (derrame cerebral por causa de um rompimento ou entupimento de uma veia no cérebro). A hipertensão é responsável por, em média, 80% dos casos dessa condição;
  •         Infarto (40% dos casos são associados à pressão alta);
  •         Insuficiência cardíaca;
  •         Arritmias;
  •         Diminuição da visão (levando em alguns casos à cegueira);
  •         Insuficiência e até paralisação renal;
  •         Sem tratamento, todas essas consequências podem resultar em óbito.

Voltar

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.