skip to Main Content
vitamina b6

Os alimentos ricos em vitamina B6, como lentilha, banana, espinafre, salmão e amendoim, são fundamentais para o bom funcionamento do metabolismo e do cérebro, já que essa vitamina atua em diversas reações metabólicas e no desenvolvimento do sistema nervoso central.

Por isso, o Blog da UnicPharma separou todas as informações sobre essa vitamina e como acrescentá-la em sua refeição.

O que é a vitamina B6?

A piridoxina, ou vitamina B6, é um micronutriente que desempenha diversas funções no organismo, já que participa em diversas reações do metabolismo, principalmente as relacionadas com os aminoácidos e as enzimas, que são proteínas que ajudam a regular os processos químicos do corpo.

Essa vitamina está presente na maioria dos alimentos e também é sintetizada pela microbiota intestinal, sendo as principais fontes de vitamina B6 a banana, peixes como salmão, frango, camarão e avelãs, por exemplo. Além disso, também pode ser encontrada na forma de suplemento, podendo ser recomendado pelo médico ou pelo nutricionista no caso de deficiência dessa vitamina.

A importância da Vitamina B6

A vitamina B6, conhecida também como piridoxina, está presente em muitos alimentos e, por isso, os casos de deficiência são raros. No entanto, as necessidades dessa vitamina pode aumentar na presença de algumas situações, como gravidez, consumo regular de bebidas alcoólicas e pessoas com doenças autoimunes, como doença de Crohn ou artrite reumatoide. Nestes casos, o médico, ou nutricionista, também podem recomendar a suplementação com a vitamina B6.

Além disso, a vitamina B6 também regula as reações tanto de desenvolvimento quanto de funcionamento do sistema nervoso, protegendo os neurônios e produzindo neurotransmissores, que são substâncias importantes que transmitem a informação entre os neurônios.

Benefícios da Vitamina B6

A vitamina B6 é importante para a saúde, pois possui diversas funções no organismo, servindo para:

Prevenir doenças cardíacas

Alguns estudos indicam que o consumo de algumas vitaminas do complexo B, incluindo a B, pode diminuir o risco de sofrer doenças cardíacas, já que diminuem a inflamação, os níveis de homocisteína e inibe a produção de radicais livres. Além disso, outros estudos indicam que uma deficiência de piridoxina poderia causar hiperhomocisteinemia, uma condição que pode causar dano nas paredes das artérias.

Dessa forma, a vitamina B6 seria essencial para promover a degradação da homocisteína no organismo, evitando o seu acúmulo na circulação e diminuindo o risco de doenças cardiovasculares.

No entanto são necessários mais estudos que comprovem essa associação entre a vitamina B6 e o risco cardiovascular, já que os resultados encontrados foram inconsistentes.

Promover a produção de energia

A vitamina B6 atua como coenzima em diversas reações metabólicas do organismo, participando da produção de energia por atuar no metabolismo dos aminoácidos, gorduras e proteínas. Além disso, também participa da produção de neurotransmissores, substâncias que são importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso.

Melhorar o sistema imune

A vitamina B6 está relacionada com a regulação da resposta do sistema imunológico frente a diversas doenças, incluindo inflamação e vários tipos de câncer, isso porque essa vitamina é capaz de mediar os sinais do sistema imunológico, aumentando as defesas do corpo.

Prevenir a depressão

Como a vitamina B6 está relacionada com a produção de neurotransmissores, como a serotonina, alguns estudos indicam que a ingestão dessa vitamina diminui o risco de depressão e de ansiedade. Além disso, outros estudos também relacionam a deficiência de vitaminas do complexo B com elevados níveis de homocisteína, substância que poderia aumentar o risco de depressão e demência.

Aliviar os sintomas de artrite reumatoide

O consumo de vitamina B6 pode ajudar a diminuir a inflamação nos casos de artrite reumatoide e da síndrome do túnel do carpo, aliviando os sintomas sintomas, isso porque essa vitamina atua como mediadora da resposta inflamatória do organismo.

Aliviar os sintomas de TPM

Alguns estudos indicam que a ingestão da vitamina B6 pode reduzir a ocorrência e a gravidade dos sintomas de tensão pré-menstrual, a TPM, como as mudanças na temperatura corporal, irritabilidade, falta de concentração e ansiedade, por exemplo.

A TPM pode acontecer devido à interação dos hormônios produzidos pelos ovários com os neurotransmissores cerebrais, como a serotonina e o GABA. As vitaminas do complexo B, incluindo a vitamina B6, estão envolvidas com o metabolismo dos neurotransmissores, sendo considerada, por tanto, uma coenzima que atua na produção de serotonina. No entanto, são necessários mais estudos para entender com mais detalhes quais seriam os possíveis benefícios de consumir essa vitamina na TPM.

Melhorar as náusea e enjoos durante a gravidez

O consumo de vitamina B6 durante a gravidez pode ajudar a melhorar a náusea, os enjoos marinais e os vômitos durante a gestação. Por isso, a mulher deve incluir no dia a dia alimentos ricos nessa vitamina e apenas fazer uso de suplemento caso seja recomendado pelo médico.

Alimentos ricos em B6

Além disso, os alimentos ricos em vitamina B6 também ajudam a fortalecer o sistema imunológico e equilibrar os níveis de homocisteína no sangue, um aminoácido que, quando está elevado, pode causar alterações no vasos sanguíneos, levando ao surgimento de doenças cardíacas, como derrame, trombose ou infarto cardíaco, por exemplo.

  • Farinha de mandioca
  • Melancia
  • Espinafre cru
  • Lentilha cozida
  • Ameixa fresca
  • Cenoura cozida
  • Amendoim torrado s/sal
  • Abacate
  • Couve de Bruxelas
  • Camarão cozido
  • Carne bovina grelhada
  • Batata assada
  • Noz macadâmia
  • Noz
  • Banana
  • Avelã
  • Salmão grelhado
  • Gérmen de trigo
  • Fígado bovino grelhado
  • Fígado de galinha
  • Sementes de girassol
  • Frango cozido

Além desses alimentos, a vitamina B6 também pode ser encontradas em alimentos, como uva, arroz, suco de laranja alcachofra, iogurte, brócolis, couve-flor, milho cozido, leite, morango, queijo cottage, ovo cozido, feijão preto, aveia cozida, semente de abóbora e cacau.

This Post Has One Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.