Apenas diminuir a ingestão de calorias não emagrece - Blog Unicpharma
Pessoa Na Balanca Com Donuts E Maca 0318 1400×800

Apenas diminuir a ingestão de calorias não emagrece

Estudo diz que alimentação adequada não é aquela com menos calorias

Segundo um estudo feito pela Universidade de Harvard (EUA) e publicado na revista New England Journal of Medicine, contar quantidade calórica dos alimentos não é a melhor forma de emagrecer. Segundo os autores da pesquisa, priorizar certos grupos de alimentos e fugir de hábitos pouco saudáveis é muito mais importante no processo de perda de peso do que as calorias ingeridas durante o dia.

O estudo contou com a participação de mais de 120 mil pessoas, que foram acompanhadas por duas décadas. De quatro em quatro anos, elas responderam questionários sobre os seus hábitos alimentares e as suas atividades diárias. Os cientistas descobriram que muitos dos participantes que comiam alimentos ricos em calorias, como leite e oleaginosas, não engordaram, e sim emagreceram. As pessoas que tinham o hábito de tomar iogurte diariamente foram as que mais perderam peso- cerca de 400 gramas por ano.

A pesquisa também mostrou que hábitos como ingerir bebida alcoólica, ver televisão por mais de três horas por dia e fumar influenciaram mais o aumento de peso do que a ingestão de alimentos calóricos.

Segundo os cientistas, esse estudo mostra que emagrecer é uma questão de bons hábitos, e não de restringir a ingestão de certos alimentos só porque são mais calóricos.

Coma mais devagar

Contar as calorias dos alimentos não é o suficiente para emagrecer. Pesquisadores da Grécia e do Reino Unido concluíram que pessoas que devoram os alimentos rapidamente acabam consumindo mais calorias, do que quando se alimentam num ritmo mais lento. O motivo é o efeito da ingestão mais rápida da comida sobre a liberação de hormônios responsáveis pela sensação de saciedade.

Para realizar o estudo, publicado na revista científica Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, os cientistas reuniram um grupo de pessoas, algumas porções de sorvete e um cronômetro. Os testes mostraram que quando os participantes tomavam o sorvete em 30 minutos, em vez de 15, liberavam mais hormônios que dão sensação de saciedade.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *