Pé de atleta, como evitar? - Blog Unicpharma
Shutterstock 411410560

Pé de atleta, como evitar?

As frieiras são infecções fúngicas que também podem afetar outras partes do corpo

Pé de atleta é o nome mais popular utilizado para se referir à frieira que, na verdade, clinicamente recebe o nome de dermatofitose. A condição é causada por fungos chamados dermatófitos.
Associada principalmente ao clima quente e úmido, essa infecção, por mais comum que seja entre os dedos dos pés, não se limita só a esse local. Os fungos se alimentam de queratina e podem aparecer em qualquer lugar da pele, nos pelos e até mesmo nas unhas.

Identificando a dermatofitose

O diagnóstico correto deve ser realizado por um dermatologista, mas você pode observar os sintomas pela região que for afetada:

  • Dermatofitose dos pés: se manifestam como bolhas na planta do pé que causam muita coceira.
  • Dermatofitose das dobras dos pés (o famoso pé de atleta): pode vir acompanhada de onicomicose e afeta o meio dos dedos dos pés, descamando e criando bolhas que explodem e ficam em carne viva.
  • Dermatofitose do corpo: as lesões podem aparecer sozinhas ou em quantidade, em qualquer parte do corpo, bem avermelhadas e desenhadas, fazendo a pele descamar no local.
  • Dermatofitose do couro cabeludo: geralmente, os cabelos caem ou já estão quebradiços no lugar, formando uma placa de alopecia. É mais comum em crianças pequenas.
  • Dermatofitose ungueais: começam pelas bordas das unhas, deixando-as amareladas e vão esfarelando-as.
  • Dermatofitose das dobras da virilha: as lesões vermelhas são altas, descamam e coçam muito, podendo se espalhar até o abdômen e também pelas nádegas.

Como prevenir

O maior cuidado para evitar a condição é com a higiene íntima em lugares públicos. Principalmente no verão, em piscinas públicas e balneários, é importante estar com as roupas adequadas e nunca andar sem chinelos. Recomenda-se também não permanecer muito tempo usando roupas úmidas.
No caso especial do pé de atleta, os pacientes que possuem diabetes e déficit de retorno venoso são os que mais precisam de cuidados para prevenir a condição. Essa infecção pode ser o início para outras infecções, como as bacterianas que afetam a pele em estado crônico e que se tornam mais difíceis de tratar por causa dessas comorbidades.

Voltar


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *