Shutterstock 626461436

5 doenças que podem ser causadas pelo uso incorreto do colírio

O uso incorreto do colírio pode trazer consequências graves, apesar de esse tipo de medicação parecer inofensivo.

A automedicação não é indicada em nenhum caso, porém, muitas pessoas ainda tendem a administrar seus remédios por conta própria. No caso de problemas com os olhos.
Nesse texto, você vai conhecer algumas doenças que podem ser desencadeadas pelo mau uso de colírios. Continue a leitura e veja a importância de usar esses medicamentos com cuidado e sob orientação médica.

Glaucoma

Os colírios do tipo corticóide são anti-inflamatórios normalmente prescritos pelos oftalmologistas quando há necessidade. Porém, muitas pessoas continuam seu uso mesmo depois do tempo recomendado pelo médico, a fim de aliviar algum sintoma. Isso deve ser evitado, pois pode causar o aumento da pressão ocular e favorecer o aparecimento do glaucoma.

Catarata

O mesmo tipo de colírio que pode causar o glaucoma também pode favorecer quadros de catarata. Os colírios anti-inflamatórios podem causar opacidade no cristalino e, consequentemente, promover o aparecimento da doença.

Olho seco

Existem, no mercado, colírios que são conhecidos como lágrimas artificiais. Eles são recomendados para pessoas que moram em locais secos ou precisam lubrificar seus olhos por conta de deficiência na produção de lágrimas.
Apesar disso, o uso indiscriminado desse tipo de produto pode causar o efeito reverso devido os conservantes contidos nele, deixando os olhos mais secos e necessitando, assim, de mais medicamento para lubrificação. Por esse motivo, é preciso ter um diagnóstico médico antes de usar esse tipo de colírio por conta própria.

Problemas no coração

Sim, o uso indevido de colírios pode afetar o coração e gerar problemas cardiovasculares. Usados para conter irritações na região dos olhos, os colírios vasoconstritores podem contrair outros vasos do corpo, podendo provocar um problema sério em quem já tem desordens cardíacas.

Contaminações

Se algum dia você estiver com um desconforto nos olhos e alguém oferecer o próprio colírio, a dica é não aceitar. Esses medicamentos são, frequentemente, expostos a olhos contaminados por bactérias e vírus — e podem causar sérios problemas quando compartilhados.
Lembre-se que o colírio é um objeto pessoal e que, mesmo que o problema seja igual em dois indivíduos, cada um pode reagir de forma diferente ao medicamento. Portanto, nada de dividir o remédio e correr o risco de acabar com uma infecção e piorar seu quadro.
Apesar de parecer inofensivo, o uso incorreto do colírio pode afetar a saúde de diversas maneiras. Por isso, é de extrema importância que esse tipo de medicamento seja usado apenas sob prescrição médica e seguindo à risca as orientações do oftalmologista. Fique sempre atento ao modo de aplicar o produto e nunca peça emprestado ou use o medicamento de outra pessoa.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *