O que fazer em caso de dor de barriga? - Blog Unicpharma
Webp.net Compress Image 10

O que fazer em caso de dor de barriga?

Quando se ouve falar em dor de barriga, a associação com problemas gastrointestinais é quase automática. De fato, esses são mesmo os mais comuns.
Pensando no estômago, pode gerar a dor porque está vazio, porque não está digerindo bem a comida, porque está inflamado (gastrite) e até porque tem uma úlcera.
A dor de barriga intestinal pode ser causada por excesso de gases, prisão de ventre ou infecções por vírus e bactérias, causando diarreia – nesse caso, não convém tomar medidas que “cortem” o problema.
A alimentação tem papel fundamental quando a dor de barriga tem mesmo origem gastrointestinal.
Se o caso tiver relação com o estômago, é aconselhado que se evite alimentos que estimulam a secreção de ácido como tomate, leite, carnes, gorduras, café e bebidas alcóolicas.
Agora, se tiver origem em uma intoxicação alimentar e apresentar diarreia, alimentos ricos em amido podem melhor os sintomas. Batata, arroz branco, pão branco são opções.
Se a dor de barriga for por prisão de ventre, é interessante consumir bastante água e apostar em alimentos ricos em fibras como verduras, legumes, frutas com casca e/ou bagaço e cereais.
No entanto, é importante considerar que a região da barriga não tem só estômago e intestino: fígado, rins, pâncreas, trato urinário, ovário e útero (no caso das mulheres) também estão ali e podem gerar sintomas que se refletem como dor de barriga.
Então, vale observar o seguinte:

  • Se a dor de barriga dura mais do que 3 dias;
  • Se vem acompanhada de febre, vômito e sangue nas fezes;
  • Se está localizada em um ponto específico do abdômen.

Nesses casos, você deve procurar um médico e até um atendimento de emergência.
Quanto mais informações você puder dar ao médico, mais preciso será o diagnóstico e mais eficiente o tratamento: observe seu corpo, tente descrever a dor, saiba relatar o que comeu e mencione seus hábitos de vida.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *