skip to Main Content
Mandala Ikigai

Na vida nada é pelo acaso. Tudo há um propósito. Aliás, é por esses propósitos que tudo na vida acontece, se movimenta e é realizado. Ou seja, cada coisa na vida é baseado em um motivo único – aquele motivo pela qual move-se cada pessoa.

Encontrar um propósito torna a vida mais leve e satisfatória. Você consegue ter uma vida mais longa, próspera e saudável. De acordo com os japoneses, há um método de se encontrar uma razão e um propósito para uma vida longa e feliz – algo que inúmeras pessoas da sociedade almejam. Dessa maneira, o ikigai é uma ferramenta que aborda diversas áreas da vida profissional e pessoal.

O que é ikigai?

Ikigai é uma filosofia vinda, originada em Okinawa, um conjunto de ilhas localizado no sul do Japão. Segundo pesquisas, esses local conta com as pessoas mais felizes e que vivem mais de 100 anos, tendo um alto nível de propósito. Dessa maneira, chama a atenção por ser um método onde se representa um caminho para felicidade, independente de religião ou crença.

Chegando no Ocidente, o Ikigai se tornou um método para o desenvolvimento humano. Assim, com o passar dos anos, virou como uma forma de ajudar milhões de pessoas a encontrar um novo e melhorado significado para as suas vidas, achando novos trabalhos, relacionamentos e vidas.

O que significa a palavra ikigai?

Em japonês, iki significa ter uma vida, enquanto o kai representa a harmonia com seus desejos e expectativas. Ou seja, ikigai é representado pela “razão a qual eu acordo todos os dias pela manhã” ou “razão para viver”.

Assim, é um conceito que aquela busca para tudo o que realizamos é trazida ao universo do desenvolvimento humano. Portanto, em outras palavras, ikigai é aquele motivo pelo qual te faz levantar da cama todas as manhãs.

Como encontrar meu ikigai, o propósito de vida?

Segundo a tradição japonesa, todas as pessoas possuem um ikigai (ou um propósito de vida), sendo, geralmente, bastante óbvio. No entanto, muitos sequer conseguem encontrá-lo ou não vivem de acordo com ele.

Dessa maneira, para encontrar o seu ikigai é preciso começar com algo simples para, enfim, alcançar os objetivos maiores. Ou seja, o início sempre será com algo que está ao alcance e depois se parte para coisas maiores. Para encontrar a maior meta de vida e seguir como a população do Orinawa é preciso se basear na mandala ikigai.

Mandala ikigai

Ikigai
Foto: Ikigai Brasil

Dessa forma, o ikigai pode-se apresentar através de uma mandala, onde contém todos os passos para alcançar uma vida feliz, com propósitos definidos. Dessa forma, é possível se mapear habilidades e paixões, encontrando aspectos que, inclusive, você desconhece de você próprio.

A mandala é subdividida em quatro partes, com aspectos diferentes da vida. Contudo, o foco está no centro, onde fica a intersecção principal – o próprio ikigai. Ou seja, o objetivo principal da mandala é dar uma visão ampliada e explicada, correlacionando todos os aspectos.

Como preencher a mandala?

Existem quatro pontos para que se defina, realmente, qual o principal objetivo de vida de cada pessoa. Embora possa parecer algo complicado ou complexo, o preenchimento da mesma é bastante simples.

Uma importante dica é preenchê-la de maneira manual em uma folha de papel, tendo uma melhor visão de cada uma das seções.

1. O que eu amo fazer?

Já parou para pensar qual é realmente a sua paixão? O que você ama fazer? Algo que você faria se não precisasse de dinheiro, por pura diversão, vontade. Aquela coisa que preencheria você plenamente.

Nesse tópico, preencha todas as coisas que você gosta de fazer. Hobbies entram de maneira muito válida neste tópica. É importante não menosprezar nenhum aspecto ou item nessa parte. Seja sempre sincero em cada tópico, principalmente neste primeiro.

2. O que eu faço bem feito?

Depois de preencher todos os itens pela qual você ama fazer, as coisas que te move, pense em cada item que você faz bem. Novamente, a honestidade é extremamente importante. Reflita quais são as coisas que você faz bem, quais seus pontos fortes e o que valorizam que você faça.

Não seja modesto e faça uma boa análise em cada tópico listado anteriormente. Além disso, é importante perguntar para amigos, colegas e até familiares, a fim de ter uma visão mais ampla em cada aspecto.

3. O que posso ser pago para fazer?

Na terceira seção da mandala ikigai é preciso ter uma visão mais realista. Após analisar no que você é bom e que gosta de fazer, necessita-se pensar onde você poderia trabalhar? Esse é o momento em que se pensa qual profissão poderia exercer, estando alinhado com as respostas anteriores.

Ou seja, nesse item, se pensa quais são as coisas que você faz e que os demais estariam dispostos a pagar. Assim, pense de maneira mais ampla e analise todos os cenários possíveis.

4. O que o mundo precisa?

Portanto, no último tópico da mandala, se analisa todas as atividades que você realiza e que são necessárias para o mundo. Dessa maneira, pense em como você pode contribuir, através das coisas que você ama, sabe fazer bem e consegue ser remunerado.

Apesar de ser uma resposta mais abstrata e uma pergunta que norteia muitas pessoas, é necessário pensar qual é a sua missão na Terra? Ou seja, analise como você pode tornar o mundo melhor e com mais valor social através das coisas que você conquistar.

Propósito de vida: É A HORA DE ENCONTRÁ-LO

Por fim, com todas as respostas listadas e explicadas ponto por ponto, você conseguirá entender qual é o seu propósito de vida – aquela coisa que moverá a sua vida, aquilo que você fará com muita felicidade e que mudará o mundo.

Se cuide!

Mesmo sendo extremamente importante, é preciso também ter uma vida saudável. Apesar da mandala ikigai, os japoneses também seguem cuidados importantes:

Foto destaque: Reprodução/Deposit Photos

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.