Ginecomastia puberal: o aumento das mamas masculinas na adolescência - Blog Unicpharma
Depressed Teen Student Looks At Himself In Bathroom Mirror

Ginecomastia puberal: o aumento das mamas masculinas na adolescência

O aumento acentuado das mamas masculinas pode ser resolvido com medidas simples

A ginecomastia puberal é um aumento do broto mamário que começa a afetar os garotos entre 10 e 12 anos de idade, atingindo força máxima entre 13 e 15 anos. De acordo com o Ministério da Saúde, entre 30% a 60% dos adolescentes passam por essa mudança. Vamos entender como ela acontece.

O que causa a ginecomastia puberal

A ginecomastia puberal é percebida pelo aumento do diâmetro da mama e pela mudança de pigmentação da aréola mamária. Pode afetar uma ou as duas mamas. Sua causa está diretamente ligada à explosão hormonal, especialmente à ação dos estrógenos.

A maioria dos casos de ginecomastia puberal tem involução espontânea em até três anos, ou seja, a mama volta ao tamanho normal sem que haja necessidade de intervenção médica.

No entanto, se o aumento for considerável e houver repercussões psicossociais importantes, um pediatra pode recomendar que se considere um tratamento específico.

Como é feito o tratamento?

Uma vez detectada a ginecomastia puberal, as formas de tratamento envolvem o uso de medicamentos inibidores do receptor de estradiol, que é o hormônio que estimula as glândulas mamárias. Dependendo do tamanho alcançado pela mama, uma cirurgia plástica pode ser indicada. Vale conversar com um pediatra sobre a necessidade de cada caso.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, qualquer paciente saudável e com mais de 16 anos pode realizar o procedimento, que é bastante  simples e tem um pós-operatório tranquilo.

Na maioria dos casos, é feita uma lipoaspiração das mamas, para reduzir o volume da gordura local. Então, um pequeno corte é feito na borda da aréola para a retirada das glândulas mamárias.

No período de recuperação, um dreno poderá ser mantido no local da cirurgia por alguns dias para conter as secreções.Uma malha compressiva deve ser usada pelo período de um a dois meses.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *