Chá Verde

Acelerar o metabolismo é uma vantagem importante para quem tem objetivos como perder peso, queimar gordura ou ganhar massa muscular. E o chá verde é um poderoso aliado nessa questão.

O chá verde pode ser consumido na sua versão líquida ou em cápsulas com o seu extrato, que é a versão mais potente e poderosa da planta. No entanto, como exatamente ele pode ajudar na aceleração do metabolismo? É o que veremos a seguir. Para isso, continue a leitura!

O que é acelerar o metabolismo?

Em poucas palavras e tentando explicar de maneira simples o que é um processo complexo, o metabolismo é o procedimento de conversão do alimento ingerido em energia para o corpo.

Isso é realizado em duas etapas. A primeira delas é com reações catabólicas que “quebram” a comida no sistema digestivo, enquanto a segunda é composta por reações anabólicas, que sintetizam aquele alimento em nutrientes que vão para as células do corpo.

Quanto mais rápido é o metabolismo, mais veloz é o processo de digestão e transformação do alimento em nutrientes. Além disso, mais rápido também é o processo de queimar gordura no corpo e, por isso, um metabolismo acelerado é importante para quem quer perder peso e emagrecer.

Como o chá verde ajuda a acelerar o metabolismo?

Todos os alimentos no corpo são metabolizados, inclusive a gordura. Por isso, quanto mais rápido o metabolismo, mais veloz é a queima de gordura e mais rápido emagrecemos. O chá verde é peça central nesse processo por causa de algumas substâncias específicas presentes nele.

As substâncias mais importantes presentes no chá verde são os polifenóis, que agem em contato direto com enzimas que controlam o metabolismo. Essas substâncias, portanto, aumentam a ação de termogênese (produção de calor do organismo) e aceleram o metabolismo. Trocando em miúdos: os polifenóis são como um “turbo” no organismo, que passa a funcionar muito mais rapidamente, evitando o acúmulo de gordura.

Além dos polifenóis, existe outra substância importantíssima no chá verde: a epigalocatequina. Ela atua diretamente nas enzimas que fazem o metabolismo específico de gorduras no corpo. Dessa forma, elas queimam mais rapidamente a gordura que fica no tecido adiposo do organismo, para transformar em energia para o próprio corpo.

Um segundo benefício da ação da epigalocatequina é que ela aumenta a sensação de saciedade no corpo, o que faz com que comamos menos, também facilitando o processo de metabolismo e de emagrecimento.

Quantas vezes se deve tomar o chá verde?

Deu para ver que o chá verde tem um efeito quase que milagroso, não é mesmo? No entanto, ele não deve ser consumido indiscriminadamente. O ideal é falar com um médico para que ele possa prescrever a quantidade de chá para a sua rotina.

Um dos riscos do chá verde é a presença de cafeína na sua composição, o que acelera o fluxo sanguíneo e sobrecarrega o sistema cardiovascular. Em forma de chá, não se deve passar de 1 litro por dia. Já em cápsulas, a dosagem recomendada é de 500mg por dia, mas apenas com prescrição de um profissional habilitado.

E aí, aprendeu como o chá verde ajuda a acelerar o metabolismo e é importante para quem quer emagrecer, queimar gordura ou melhorar o processo de digestão? Agora você já tem mais conhecimentos sobre essa substância.

No entanto, para saber se o uso do chá é recomendado para você, confira nosso artigo que explica quem deve acelerar o metabolismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *