Track 630×420

Quem precisa acelerar o metabolismo e como o processo é feito?

Sabia que a ação de acelerar o metabolismo favorece o emagrecimento? O metabolismo é a forma que o nosso organismo encontra para processar os alimentos e transformá-los em energia, necessária para as atividades diárias.

Mas você sabe como funciona essa aceleração? Confira, neste post, como adotar essa estratégia para perder peso com segurança e levar uma vida mais saudável.

Antes de tudo, nunca tome essa iniciativa sem antes consultar um profissional. Uma consulta, quando alinhada a uma bateria de exames, pode gerar resultados mais significativos e ágeis na redução do peso e na melhora da saúde.

Dessa forma, o médico também poderá indicar o melhor caminho a seguir, além de dar dicas de exercícios e sugerir um cardápio para auxiliar no processo.

Quando acelerar o metabolismo é indicado?

Pessoas que sofrem com problemas hormonais, aumento de colesterol, doenças relacionadas à obesidade e que precisam emagrecer podem pedir que o médico recomende métodos para acelerar o metabolismo. O aumento da gordura corporal, principalmente aquela que situa-se dentro das vísceras, pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares e a chance de evoluir com acidente vascular cerebral, diabetes, infarto agudo do miocárdio, dentre outros.

Por essa razão, os exames são primordiais para que o profissional de saúde entenda o que está acontecendo com o corpo do paciente para adotar o melhor tratamento.

Quais as principais formas para acelerar o metabolismo?

Ingestão de alimentos termogênicos, aumento no consumo de proteínas, redução de carboidratos, hidratação e prática de exercícios físicos são fundamentais para acelerar o metabolismo e dar adeus aos quilinhos extras. Veja mais detalhes:

1. Beba muita água

Não beber água suficiente pode fazer com que você se sinta mais fadigado. Se puder tomá-la gelada, isso vai potencializar ainda mais a aceleração do metabolismo, já que o organismo vai precisar trabalhar mais para manter a temperatura ideal do corpo. Porém é necessário lembrar que para pacientes com infecção, principalmente de vias áreas superiores, não é recomendado ingerir líquidos extremamente gelados.

Além disso, a água ajuda a eliminar toxinas de forma natural e ainda mantém o corpo hidratado. Uma excelente condição, principalmente para os dias quentes.

2. Não pule o café da manhã

Algumas pessoas acreditam que não tomar café da manhã ajuda a emagrecer, mas pelo contrário. Essa é uma das principais refeições e é responsável por dar início ao metabolismo — que já ficou muitas horas sem receber alimentos durante a noite e, por isso, precisa trabalhar de forma mais rápida. Então, dê preferência por alimentos mais leves, como frutas, cereais e proteínas magras. Pular refeições pode enganar o seu corpo e levá-lo a acreditar que não está recebendo comida suficiente. Com isso, acaba armazenando mais calorias quando recebe alimento. Caso tenha dúvidas em relação à alimentação adequada e necessidade diária de calorias, procure o auxílio de um Nutrólogo ou Nutricionista.

3. Consuma termogênicos naturais

Canela e gengibre são os termogênicos mais populares. A canela tem é rica em cálcio e é ótima para o metabolismo basal (quantidade calórica que o corpo precisa para o dia). Já o gengibre potencializa o gasto calórico e estimula a perda de gordura. A pimenta, conhecida por seu sabor picante, também pode impulsionar o metabolismo aumentando a temperatura do corpo, assim como o chocolate amargo, que traz diversos benefícios para saúde se consumido em moderação.

4. Pratique exercícios

Atividades físicas — como musculação, natação e caminhadas — aceleram o metabolismo e proporcionam a queima de gorduras, mesmo depois dos exercícios.

Quando combinadas com a musculação, algumas atividades favorecem o aumento da massa muscular e a queima de gordura localizada, como é o caso da corrida. Idealmente, é necessário 150 minutos de exercício físico por semana para fugir do  sedentarismo e aumentar a queima de gordura. Mas lembre-se de realizar um acompanhamento médico antes de começar qualquer exercício.

5. Mais proteínas e menos carboidratos

Diminua o consumo de carboidratos e dê preferência àqueles com baixo índice glicêmico, que favorecem a perda de peso. Por isso, inclua legumes, frutas e alimentos integrais nas refeições. Além disso, aumente a ingestão de proteínas magras e aproveite alimentos como frango, peixes, ovos e soja.

6. Durma Tranquilamente

Diversos estudos mostram que o ganho de peso está relacionado à privação de sono. Portanto, desligue equipamentos eletrônicos pelo menos trinta minutos antes de dormir para garantir uma noite mais tranquila.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *