Dor no calcanhar pode ser fascite plantar - Blog Unicpharma
Pain In The Foot.Running Injury Leg Accident  Sport Woman Runner Hurting Massaging Painful Sprained Ankle In Pain.Athlete Woman Has Heel Injury, Sprained Ankle During Running Training.

Dor no calcanhar pode ser fascite plantar

Entenda as causas e sintomas dessa condição ortopédica frequente

É comum após um dia cansativo, em que passamos grande parte do tempo de pé, sentirmos dores generalizadas. Os pés e as pernas ficam cansados e às vezes até inchados. Porém, se a sua dor é na região do calcanhar, forte, com a sensação de pontadas e intensificada pela manhã ou após esforços físicos, pode ser que a causa seja a fascite plantar.

O que é fascite plantar?

Um processo inflamatório ou degenerativo da membrana de tecido que protege a musculatura do pé, chamada de fáscia plantar. Ela ajuda a manter a curvatura natural do pé e amortecer os impactos de todo o peso que colocamos nele. A dor geralmente acontece porque ela está constantemente sendo estirada.

Suas causas ainda são desconhecidas, no entanto, estudos mais recentes acerca do assunto indicam que a repetição de exercícios físicos que impactam no pé (no caso de atletas, ginastas, corredores e dançarinos, por exemplo), o sobrepeso e mesmo a idade podem ser fatores de risco. Sapatos inadequados também podem influenciar no problema.

Quais são os sintomas da fascite plantar?

Além da dor marcante no calcanhar, descrita muitas vezes como “sensação de facadas”, outros sintomas associados à fascite plantar são:

  •         Edema;
  •         Vermelhidão nos pés;
  •         Dificuldade de realizar movimentos de dorsiflexão (ponta do pé na direção da canela).

Como tratar a fascite plantar?

O tratamento para a condição vai depender da avaliação de um ortopedista, em alguns casos com exames de raio-x e ultrassom para confirmação do diagnóstico. Mas, geralmente, segue a linha conservadora. Isso inclui exercícios fisioterapêuticos com alongamento, compressas de gelo que ajudam a aliviar a inflamação e a dor, e repouso.

Apesar de essa linha conservadora ser eficaz na melhora dos sintomas, a Sociedade Médica Brasileira de Tratamento por Ondas de Choque (SMBTOC)  também já apresentou bons resultados no tratamento da fascite plantar com uso de terapia por ondas de choque (ESWT ou TOC).

As ondas sonoras são aplicadas no local da lesão e conseguem aumentar a circulação do sangue, assim reduzindo as dores, facilitando a regeneração dos tecidos moles e a cicatrização. Já a cirurgia para liberação da fáscia plantar é o último recurso, utilizado quando os outros tratamentos não amenizam os sintomas.

É importante pontuar que, sem tratamento, a dores podem se tornar mais intensas e crônicas e a condição chegar a causar alterações na região. Como resultado, o paciente pode sofrer lesões no joelho, quadris e coluna.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *