Shutterstock 334471823

Como enfrentar a doença de Crohn

Condição é crônica e não tem cura, mas pode ser controlada com hábitos saudáveis

Entre as doenças gastrointestinais existentes, a doença de Crohn é uma das mais sérias. Isso porque a condição é uma inflamação crônica no intestino e quando as crises acontecem, o paciente pode apresentar diarréia acompanhada de cólica abdominal, em alguns casos febre e até sangramento retal.
Todos esses sintomas, que podem acontecer de forma leve ou grave, vão acompanhar o paciente a vida toda. Mas existem algumas atitudes e hábitos que ajudam a controlar e amenizar as crises da doença de Crohn para conviver com ela sem prejudicar a qualidade de vida.
Vivendo bem com a doença de Crohn
Ao ser diagnosticado com a doença de Crohn é normal que você sinta receio por saber que é uma condição não possui uma cura. No entanto, ela pode ser muito bem controlada e até ter uma remissão espontânea quando bem cuidada.
Antes de mais nada, é importante seguir as recomendações do seu médico da área de gastroenterologia e coloproctologia. O uso correto dos medicamentos e o hábito de fazer exames anuais para checar a saúde gastrointestinal são essenciais para um bom tratamento. É indicado também informar o médico imediatamente caso identifique sangramentos ou outras alterações ao usar o banheiro.
Modificar a alimentação é outro ponto importante. Por causa da sensibilidade que a doença causa no intestino, refeições gordurosas ou condimentadas podem ser um gatilho para crises, bem como comer em grandes quantidades de uma vez e abusar de bebidas alcoólicas. 
Podem existir, ainda, alguns alimentos aos quais seu organismo reaja pior ou melhor, ficar alerta e identificá-los pode ajudar a controlar as crises. Aliado a isso, uma rotina de exercícios físicos moderados contribui para evitar o sobrepeso e a obesidade, que são fatores de risco para a condição.
Cuidar do emocional auxilia no controle das crises
A causa verdadeira da doença de Crohn ainda é um mistério, porém a condição é crônica e, como muitas outras enfermidades, pode ser agravada pelo seu estado emocional.
Situações de muito estresse ou que aumentam a ansiedade podem desencadear uma crise e agravar os sintomas. Por isso, tente evitá-las sempre que possível, principalmente quando sentir que seu organismo está mais sensível. Qualquer atividade fora da rotina que ajude a relaxar e controlar emoções negativas são válidas.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *