Os sinais de alerta de saúde que suas unhas podem dar - Blog Unicpharma
Shutterstock 754845079

Os sinais de alerta de saúde que suas unhas podem dar

Alterações no aspecto e da cor precisam de atenção

Nossas mãos são uma parte do corpo que usamos para várias tarefas do dia a dia, portanto é normal repararmos mais nelas. E é quase impossível não perceber quando machucamos a cutícula ou quebramos a unha, por exemplo, principalmente nas vezes em que a lesão fica muito próxima à pele e provoca ardência.
Mas você sabe o que é o mais importante dessa percepção fácil? As unhas podem indicar vários problemas de saúde que podem estar relacionados a outros problemas de saúde. Então, é mesmo essencial ficarmos de olho nelas para identificarmos alterações suspeitas e procurar ajuda médica.
Doenças que causam alterações nas unhas

  • Dermatofitose ou micose da unha: é causada por fungos chamados dermatófitos que se alimentam de queratina, por isso acometem a pele, os pelos (principalmente o couro cabeludo) e as unhas. Os sintomas variam de acordo com a área afetada. No caso da dermatofitose ungueal ou onicomicoses, as lesões destrutivas de cor amarelada começam nas bordas e esfarelam as unhas. Pode também haver um acúmulo de queratina debaixo delas, o que deixa a unha com alteração da coloração e aspecto oco.
  • Anemia: a anemia pode ser causada por falta ferro no sangue, quando há deficiência desse elemento, as unhas ficam fracas, quebradiças e podem apresentar deformidades como formato em colher.
  • Outras carências nutricionais (vitamina C ou B): como no caso da anemia ferropriva, a falta de algumas vitaminas também altera a tonalidade das unhas, deixando-as com manchas esbranquiçadas, e prejudica seu fortalecimento.
  • Psoríase: os sintomas dessa doença de pele são diferentes em cada paciente, mas quando acomete as unhas pode engrossá-las, ocasionar pequenos buracos, chamados pittings, que a deixam com o aspecto de um “dedal” ou alterar a coloração da unha.
  • Disfunções da tireoide: como essas disfunções alteram a produção de alguns hormônios, as unhas ficam fracas e quebradiças. O crescimento também pode ser afetado, se tornando lento ou rápido demais.
  • Diabetes: as unhas ficam amareladas e com maior propensão a infecção por fungos, as chamadas micoses.  
  • Problemas cardíacos ou pulmonares: ambos podem abaixar a quantidade da hemoglobina que transporta oxigênio nos glóbulos vermelhos deixando as unhas com  a cor azulada (cianose). Problemas pulmonares também podem deixar as unhas amareladas, como os cardíacos podem provocar linhas finas marrons ou vermelhas abaixo da unha quando há uma inflamação dos vasos sanguíneos ou infecção das válvulas do coração.
  • Câncer (Melanoma ungueal): quando as unhas ficam marrom ou até mesmo pretas, o que clinicamente é chamado de melanoníquia, pode ser resultado de traumas, excesso de melanina, entre outros. Assim, aspecto escurecido da unha de início recente, deve ser avaliado por um médico dermatologista, pois pode ser um sinal de melanoma, o câncer de pele mais agressivo que pode acometer também as unhas.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *