Diarreia que não passa: quais os riscos? - Blog Unicpharma
Diarreia Ilustracao

Diarreia que não passa: quais os riscos?

A diarreia persistente pode levar à desidratação, colocando em risco até a saúde cardíaca
A diarreia é uma condição clínica caracterizada pelo maior número de evacuações e uma mudança na consistência das fezes, que perdem o formato e ficam mais aguadas.

Em geral, a diarreia é causada por alterações na alimentação, infecções virais ou por bactérias, efeitos colaterais e/ou abuso de certos medicamentos, além de intolerâncias alimentares.
Só para ter uma noção do que pode ter originado o problema, quando a diarreia é infecciosa, também costuma gerar sintomas como febre, cansaço, perda de apetite, dor de estômago, flatulência e náuseas.
Se não for tratada de forma adequada, a diarreia persistente pode levar à desidratação, especialmente no caso de crianças e idosos.
Além de reduzir a quantidade de água do corpo, atrapalhando todas as funções metabólicas, a desidratação mexe com o balanço de dois importantes minerais para a adequada contração muscular: o sódio e o potássio. Assim, até a função cardíaca fica em risco.
Vale ter atenção! Entre os sintomas da desidratação estão boca seca, lábios rachados, letargia, confusão mental e diminuição da urina.
Além disso, a diarreia pode ser sintoma de úlcera gastrointestinal, doença que leva à desnutrição e até a alguns tipos de câncer.
Então, se o problema não passar em até dois dias, procure assistência médica. Se notar a presença de sangue nas fezes (indicada por uma coloração preta ou avermelhada), procure atendimento de emergência.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *