Como manter a sua voz sempre saudável - Blog Unicpharma
61

Como manter a sua voz sempre saudável

Evite lesões nas cordas vocais com hábitos simples e saudáveis
A voz é o instrumento de comunicação mais importante que possuímos. Além de ser uma característica única de cada um, ela nos permite expressar nossos pensamentos e sentimentos, e criar laços pessoais e profissionais. Para algumas pessoas, a voz é inclusive um meio de trabalho.
Grande parte das pessoas só percebe que a voz está sofrendo quando apresenta quadros de dor de garganta ou rouquidão. Porém, até sintomas como falta de ar, cansaço enquanto fala e pigarro constante podem indicar que a saúde vocal está prejudicada e um médico da área de otorrinolaringologia deve ser consultado.

Dados da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial apontam que quase 30% da população normalmente apresentam algum tipo de lesão nas cordas vocais que, se não tratadas, podem evoluir até para o câncer de laringe.
Como qualquer outra parte do nosso corpo, a voz precisa de cuidados e, por ser tão utilizada, exige ainda mais atenção. Neste artigo, você vai aprender cuidados simples e saudáveis para manter a saúde vocal em dia.

Não forçar a voz é o primeiro passo para mantê-la saudável
Engana-se quem acha que falar alto ou gritar são as únicas maneiras de prejudicar a voz. Falar muito alto realmente força as cordas vocais, mas sussurrar também causa o mesmo estresse na região, assim como falar rápido demais, sem pausas para respirar.
E por falar em estresse, esse é um fator externo que acentua os problemas da voz e contribui para a rouquidão. Caso você já esteja apresentando um quadro de voz rouca, não tente forçá-la a voltar ao normal e evite pigarrear, pois ambos acabam piorando a sua saúde vocal.

Alimentação saudável e ingestão de líquidos influenciam a voz  
Não tem como fugir! Uma dieta balanceada é essencial para cuidar de toda a saúde. No caso da voz, alimentos muito ácidos e/ou gordurosos podem afetar as cordas vocais e agravar qualquer lesão pré-existente.
Também é importante manter a voz hidratada com a ingestão recomendada de dois a três litros de água diariamente, de preferência em temperatura ambiente para não irritar a garganta. Outra dica é evitar a cafeína em excesso, pois a substância desidrata as cordas vocais.
Vale ressaltar ainda que é indicado um consumo moderado de bebidas alcoólicas e abandonar o vício em cigarros. Tanto o álcool como o tabaco são tóxicos para o corpo e possuem componentes que lesionam e/ou intensificam os sintomas já existentes.

Caso você tenha dúvidas ou esteja apresentando algum problema na voz, um médico que atue na área da otorrinolaringologia pode ajudar.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *