22 02 Artigo

Dicas para fazer a higiene bucal corretamente

Uma saúde bucal que não está em dia pode prejudicar o organismo todo

Quando falamos de uma má higiene bucal, é comum que as pessoas pensem apenas nas consequências mais óbvias, como a cárie, o tártaro e o mau hálito. De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil as cáries acometem cerca de 60% das crianças com até 5 anos de idade, enquanto a halitose se apresenta em mais ou menos 30% da população geral.

É claro que todos esses são problemas que precisam de atenção de qualquer maneira, porém, o que muita gente não sabe é que, com a presença deles, a saúde do organismo todo também pode ser comprometida.

Como a falta de higiene bucal afeta a sua saúde

A boca é lugar propício para a proliferação de bactérias por causa do contato com o ambiente externo e a umidade, então, quando a higiene não é realizada corretamente, aumenta ainda mais as chances de problemas.

Essas bactérias podem se espalhar pelo sistema vascular e circular por todo o corpo por meio da corrente sanguínea. Caso cheguem até a válvula cardíaca, causam uma infecção grave, chamada de endocardite infecciosa que, se não tratada, pode resultar em insuficiência cardíaca e até óbito.

Outra consequência perigosa de uma má higiene bucal é o câncer de boca, que pode surgir nos lábios, mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua e/ou assoalho da boca. Segunda o INCA – Instituto Nacional de Câncer, o Brasil tem a 3ª maior incidência de câncer bucal do mundo.

O que fazer para manter a saúde bucal em dia

De acordo com o Ministério da Saúde, é possível manter uma boa saúde bucal com alguns cuidados básicos, assim evitando doenças na região e preservando sua saúde geral:

·   Escove os dentes todos os dias, após cada refeição, por pelo menos dois minutos (recomendação dos profissionais da área);

·       Escolha sua escova de dentes com tamanho adequado e com as cerdas macias para não machucar as gengivas;

·       As pastas de dentes precisam ter sais de flúor (fluoreto) na quantidade adequada para cada idade;

·       Utilize o fio dental todas as vezes e faça bochechos com flúor;

·       Em casos de uso de aparelhos ortodônticos, a atenção precisa ser redobrada e é indicado utilizar as escovas especiais prescritas pelo dentista;

·       Não se esqueça também de escovar a língua, pois é um local de instalação de bactérias e restos de comida;

·       Recomenda-se trocar as escovas de dentes a cada 3 meses para garantir sua eficácia e higiene;

·       A alimentação também influência, principalmente a ingestão de doces. O indicado é diminuir o açúcar;

·   Visite seu dentista a cada 6 meses para limpeza e check-up.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *