Placa bacteriana x tártaro: causas e diferenças - Blog Unicpharma
Shutterstock 1054009919

Placa bacteriana x tártaro: causas e diferenças

Existe associação entre cáries, mau hálito e doenças na gengiva?

Apesar da formação e do acúmulo da placa bacteriana e do tártaro em nossos dentes possuírem a mesma causa e representarem um problema muito comum na população, muita gente ainda não sabe que eles não se tratam exatamente da mesma coisa. 
Enquanto a placa bacteriana, atualmente denominada biofilme dentário, por ser uma estrutura composta de uma bactérias diferentes,vivendo em conjunto na cavidade bucal e causando diferentes doenças,podem ser associadas como se fosse a população de São Paulo, onde diferentes grupos de pessoas tem trabalhos diferenciados e podem contribuir para o beneficio ou não da sociedade.O biofilme dentário é uma cidade de bactérias que se não removidas pela escovação e uso do fio dental,podem causar mau hálito,;quando associados aos açúcares podem causar cáries e Doenças na gengivas e tártaro.
Como surge o tártaro
O biofilme dentário é uma película viscosa e sem cor que se forma em nossos dentes e na gengiva, quando não temos uma higienização bucal diária. Ela acontece devido do acúmulo dos restos de comida, junto com as bactérias, que compõe o biofilme, comuns à cada região da cavidade oral. 
Quando essa higienização é comprometida, pode haver o endurecimento de um grupo de bactérias do biofilme, que passa a ser chamada de tártaro. Nesse ponto, a camada que cobre os dentes e a gengiva já é mais escura, amarelada e não sai com a escovação, tendo que ser removida por um dentista. O biofilme dentário ou bacteriano, formam o tártaro; contribuem para as cáries; para o mau hálito e todas as demais doenças dentárias e gengivais.
Prevenção das placas bacterianas, do tártaro e do mau Hálito 
Não existe uma prevenção melhor para essas condições do que a boa higiene oral, principalmente após as refeições. E esse processo não inclui apenas a escovação dentária e da língua, é necessário também o uso do fio dental e/ou de escovas interdentais.
A limpeza dentária com um profissional da área também é recomendada, de modo geral, uma vez a cada seis meses, entretanto, existem casos onde é necessário fazê-la com menor intervalo de tempo, para ajudar com a saúde bucal e a limpeza eficaz das placas bacterianas antes que elas se transformem no tártaro. Por isso é ir importante ir ao Dentista, ele saberá indicar a frequência necessária para cada paciente.
Quem já apresenta o quadro de tártaro ou outras condições associadas à má higiene bucal que causam sintomas como sensibilidade dos dentes ou da gengiva, sangramentos e inflamação deve realizar o acompanhamento e tratamento indicado pelo dentista.
Apesar de termos diferentes doenças na cavidade oral e elas serem causadas por diferentes grupos bacterianos,existe uma associação entre elas,porque todas essas doenças podem ser prevenidas, quando nos comprometemos em manter uma boa higiene oral e o Dentista é a pessoa capacitada a dividir com cada paciente de acordo,com cada necessidade individual, a melhor maneira de fazê-la.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *