Os impactos do diabetes na sua saúde geral - Blog Unicpharma
Diabetes 1

Os impactos do diabetes na sua saúde geral

Prevenção e controle da o diabetes ajudam a evitar complicações
Para que nosso corpo funcione corretamente, nós precisamos de energia e uma ótima fonte é a glicose de alguns alimentos. Ela é absorvida pelas células com a ajuda da insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, evitando assim altos níveis de glicemia (glicose no sangue).
O diabetes tipo 1, doença crônica e autoimune, se caracteriza justamente pela deficiência na produção desse hormônio e o diabetes tipo 2, é uma doença multifatorial que ocorre basicamente devido a dificuldade da insulina em abaixar a glicemia.Na maioria das vezes, os níveis de glicose no sangue aumentam, condição chamada de hiperglicemia, e a saúde do seu corpo todo pode ser prejudicada.

Complicações comuns do diabetes

Nefropatia diabética

Nos picos de glicemia, o excesso de açúcar gera lesões na estrutura dos rins, o que sobrecarrega os órgãos a ponto de eles não conseguirem filtrar todas as proteínas importantes que deveriam e algumas escapam pela urina – caracterizando a microalbuminúria.
Se isso se prolonga, os rins podem acabar perdendo a capacidade de filtragem, o que faz com que os resíduos se acumulem no sangue até os órgãos falharem de vez. Essa condição acomete de 20% a 30% das pessoas com diabetes mellitus tipo 1.

Retinopatia diabética

Os olhos também ficam mais suscetíveis a desenvolver algum tipo de problema por causa do diabetes, principalmente os que afetam a retina, como a retinopatia diabética.
Existem dois tipos dessa retinopatia: o não-proliferativo e o proliferativo.
O primeiro tipo é o mais comum. Nele, os vasos sanguíneos de trás do olho incham e ficam bloqueados. Conforme a condição se agrava, o fluido que deveria passar por esses vasos pode ir para dentro do olho, embaçando a visão e até levando à cegueira se não tratada.
Já o tipo proliferativo é mais perigoso ainda: com a progressão de anos da doença, a retina já não recebe mais oxigênio porque os vasos estão totalmente obstruídos e o organismo tenta produzir novos vasos sanguíneos para suprir essa necessidade mas eles são ineficazes e estão na localização errada, podendo provocar hemorragia, descolamento da retina e até glaucoma. Inclusive, os diabéticos possuem 40% mais chance de desenvolver glaucoma e 60% mais chance de desenvolver catarata.

Neuropatia diabética

Essa é a complicação mais comum do diabetes, caracterizada por um dano nos nervos e a má circulação do sangue. Com isso, os pés começam a formigar e perdem a sensibilidade até que o paciente não sinta machucados e lesões, que acabam infeccionando por falta de cuidados.
Em casos mais graves, nos quais o paciente também apresenta a doença arterial periférica – redução do fluxo de sangue para os pés – é frequente o desencadeamento de úlceras e infecções que, se não tratadas corretamente, podem até levar à amputação do membro.

Voltar

This Post Has 3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *