Problema de refluxo? Veja as principais causas e tratamentos - Blog Unicpharma
Refluxo Gastrico

Problema de refluxo? Veja as principais causas e tratamentos

Azia, queimação, náusea e indigestão são os sintomas mais comuns de refluxo gástrico. 
A estimativa é que, aproximadamente, 48% da população brasileira tenha algum sintoma de refluxo. Além do desconforto gástrico, o refluxo pode desencadear lesões no esôfago e na laringe— e nos casos mais graves, há o risco de desenvolver um câncer nessa região.

O que é o refluxo gástrico?

Alimentos e bebidas chegam até o estômago pelo esôfago. Entre esses dois órgãos, há um músculo que funciona como uma válvula que se fecha para impedir o retorno dos alimentos e do suco gástrico. O refluxo acontece quando essa musculatura não está funcionando corretamente.
Como esse material é muito ácido, ele agride as paredes do esôfago, que não possui uma mucosa de proteção, como o estômago. É o contato com essa acidez que causa a sensação de mal-estar, especialmente a azia.

Quais são os sintomas de refluxo gástrico?

Além dos sintomas de azia e mal-estar, também são sinais de problema de refluxo:

  • regurgitação de alimentos e ácidos estomacais;
  • tosse e irritação da laringe;
  • dores no estômago, laringe e faringe;
  • arrotos frequentes;
  • mau hálito;
  • irritação constante da garganta;
  • gosto amargo na boca;
  • fezes escuras — são sinais de pequenos sangramentos devido a lesões no sistema digestivo.

O que causa problema de refluxo?

Os problemas de refluxo são causados pelo funcionamento anormal do esfíncter que fecha a passagem do estômago para o esôfago. Essa disfunção pode ser momentânea, devido ao tipo de alimento ingerido, como frituras e comidas muito gordurosas e pesadas. Mas também pode estar relacionada a fatores biológicos, à malformação dessa musculatura e a maus hábitos.
Alguns fatores de risco podem sobrecarregar o esfíncter e desencadear a doença do refluxo gástrico. Listamos abaixo os principais:

  • obesidade: o excesso de gordura abdominal pressiona a estrutura de fechamento entre o estômago e o esôfago;
  • gravidez: o deslocamento dos órgãos internos para acomodar o bebê, comprime a musculatura, encurtando o caminho entre o estômago e a parte superior do sistema digestivo;
  • hérnia de hiato: parte do estômago se movimenta acima do diafragma;
  • tabagismo;
  • asma
  • diabetes
  • distúrbios do tecido conjuntivo, como a esclerodermia;
  • atraso metabólico: a comida demora mais tempo que o normal para ser digerida;
  • Síndrome de Zollinger-Ellison: produção estomacal de ácido clorídrico acima dos níveis normais;
  • Alimentação inadequada e consumo exagerado de alimentos que elevam a acidez estomacal, como chocolate, pimenta, café e bebidas alcoólicas.

Como tratar o refluxo gástrico?

Mudanças no estilo de vida e hábitos alimentares saudáveis são os primeiros passos para tratar e, até mesmo, evitar os problemas de refluxo gástrico. Veja abaixo o que fazer!

Alimentação saudável

Fazer mais refeições em pequenas quantidades auxilia a digestão e evita sobrecarregar o sistema digestivo. O consumo adequado de água também é importante para facilitar a dissolução do bolo alimentar. Além disso, evite o excesso dos alimentos que provocam uma elevação da acidez no estômago, como os citados acima.

Cuidados na hora de dormir

O refluxo tende a piorar quando se está deitado, pois a ação da gravidade facilita o retorno dos alimentos e do suco gástrico. Por isso, evite ir para a cama logo após a refeição e eleve a cabeceira para manter o tronco um pouco mais alto que o restante do corpo.

Atenção aos medicamentos

Os antiácidos podem aliviar os sintomas, mas os efeitos são temporários. Alguns medicamentos agem no controle da produção dos ácidos estomacais, mantendo-os nos níveis normais. Mas, atenção! Não tome remédios por conta própria, você pode mascarar um problema mais grave ou mesmo piorar o seu quadro de saúde.

Consulte um Gastroenterologista / Cirurgião do Aparelho Digestivo

O gastroenterologista e o cirurgião do aparelho digestivo são os médicos especializados no sistema gástrico e digestivo. Após uma avaliação completa dos seus hábitos alimentares e de vida, esse profissional poderá fazer o diagnóstico correto das causas do problema e indicar o melhor tratamento. Para casos severos de refluxo, o médico pode optar por uma cirurgia para corrigir a musculatura e evitar o retorno das substâncias do estômago para o esôfago.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *