Conheça as causas da bursite - Blog Unicpharma
Shutterstock 401125288

Conheça as causas da bursite

Todos nós possuímos bolsas cheias de líquido ao redor das articulações. Essas bolsas, chamadas de bursas, têm como função proteger os tecidos e evitar o atrito entre duas estruturas. Quando inflamam, desenvolvemos um quadro conhecido como bursite.
Qualquer bursa do corpo pode ser afetada. No entanto, as que estão localizadas nos ombros, cotovelos, punhos, dedos, quadris, joelhos, tornozelos e pés costumam ser as mais atingidas.
As causas mais comuns da bursite são os movimentos repetitivos ou posições que exercem pressão sobre as bolsas em torno de uma articulação. Veja alguns exemplos:

  • Jogar uma bola de baseball ou levantar algo repetidamente
  • Inclinar os cotovelos por longos períodos
  • Ajoelhar repetidamente nas atividades domésticas

Outras causas incluem lesão ou trauma na área afetada, artrite inflamatória, como artrite reumatóide, gota e infecções.

Sintomas comuns da bursite

  • Dor principalmente noturna e rigidez no local afetado
  • Dificuldades para movimentar a região afetada
  • Inchaço e vermelhidão local

Diagnóstico

O diagnóstico da bursite pode ser feito com uma avaliação médica bem detalhada e exames de imagem, como a ressonância magnética e a ultrassonografia, que ajudam na definição do local e grau da lesão. Aspiração com agulha do local e exames laboratoriais podem ser necessários para descartar outras condições.

Tratamento

O tratamento da bursite envolve o repouso da articulação afetada e proteção contra um trauma adicional. Na maioria dos casos, a dor da bursite desaparece dentro de algumas semanas com analgésicos, antiinflamatórios e fisioterapia. Nos casos refratários ao tratamento medicamento, uma opção de tratamento seria a infiltração com corticóides direta na região da bursa afetada.
Ao controlar o ataque agudo, é importante prevenir e/ou corrigir os fatores causais. Melhora da ergonomia e do condicionamento físico é fundamental para evitar recidivas.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *