Má higiene bucal é prejudicial para toda a saúde - Blog Unicpharma
Shutterstock 1035088867

Má higiene bucal é prejudicial para toda a saúde

Inflamação nas gengivas pode causar problemas cardíacos, pulmonares e sexuais

Muita gente ainda não sabe, mas manter uma boa higiene da boca não é um cuidado relacionado apenas a doenças e problemas odontológicos. Como diante de uma má higiene o número de bactérias e outros microrganismos fica mais alto – e eles podem se transportar pelo sangue – o sistema imunológico do corpo todo pode acabar comprometido.
Vale lembrar que escovar os dentes é um hábito comum, mas não é o suficiente para prevenir complicações. É preciso também utilizar o fio dental e o enxaguatório bucal para uma boa higiene que evite complicações.
Doenças bucais
É claro que o começo dos problemas que podem surgir devido à falta de higiene bucal é na boca. Além das famosas cáries e da halitose (mau hálito), as doenças que afetam as gengivas são muito comuns, como a gengivite, a periodontite (forma mais grave da gengivite) e a retração gengival. 
O problema é que são elas que podem evoluir e gerar a deterioração do
osso que causa perda total dos dentes, e ser também a porta de entrada para outras condições. Por exemplo, inflamações e infecções podem se tornar lesões celulares irreversíveis e originar tumores e câncer na boca.
Portadores de diabetes precisam de mais cuidados ainda, pois a doença facilita o aparecimento de infecções bucais. Um profissional da área de odontologia deve ser consultado ao perceber qualquer sintoma.
Coração e pulmão
Quando a gengivite não é tratada e se agrava, evoluindo para a periodontite, a bactéria pode chegar até as válvulas cardíacas por meio da corrente sanguínea. Ao se alojar nesse local, começa a prejudicar a circulação do sangue e o funcionamento do coração.
Além de ser um fator de risco para infartos e AVCs, as bactérias ainda podem causar endocardite, uma inflamação no revestimento interno do coração e das válvulas cardíacas que pode até ser fatal dependendo do quadro. Já doenças pulmonares pré-existentes podem se agravar como reação à bactéria.
Ademais, como a corrente sanguínea pode carregar esses microrganismos para todo o organismo, a má higiene bucal também é um fator de risco para a sepse – resposta inflamatória sistêmica caracterizada pela infecção generalizada e descontrolada do corpo.
Disfunção erétil
Um estudo realizado na Turquia e publicado no Journal of Sex Medicine mostrou que homens com problemas inflamatórios nas gengivas eram 3,29 vezes mais propensos a ter disfunção erétil. A explicação para esse quadro é que as bactérias inflamam as artérias e bloqueiam o fluxo de sangue para os órgãos genitais.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *