Shutterstock 479409025

As características do transtorno bipolar

Intensidade, frequência e duração das oscilações de humor são diferentes em cada subtipo da doença

De acordo com dados da National Institute of Mental Health (NIMH) – Instituto Nacional de Saúde Mental do Governo Federal dos Estados Unidos, que é também a maior organização de pesquisa sobre saúde mental, existem 27 milhões de pessoas no mundo que sofrem de transtorno bipolar.
Esse distúrbio psiquiátrico se caracteriza principalmente pelas alterações de humor do paciente, que podem afetar seu comportamento e suas relações quando em crise. Episódios de euforia (mania e hipomania) com duração de no mínimo 7 dias, e de depressão com duração de ao menos 2 semanas, podem aparecer ao longo da vida dos pacientes, com períodos assintomáticos entre eles. Intensidade, frequência e duração podem ser diferentes, ainda mais em cada subtipo da doença.
Transtorno bipolar Tipo I
É o tipo mais grave da condição, pois os episódios de alteração de humor são muito intensos. Enquanto a fase da euforia, que aqui é chamada de mania por ser acentuada, dura no mínimo sete dias, o quadro de depressão pode se estender de duas semanas até vários meses seguidos.  
Geralmente, as pessoas que possuem esse tipo do distúrbio são as que mais apresentam mudanças de comportamento que podem afetar suas relações familiares, o emprego e até a própria segurança. Inclusive, existem casos de suicídios entre esses pacientes e/ou de outras complicações psiquiátricas. Recomenda-se a internação hospitalar quando o quadro é preocupante.
Transtorno bipolar Tipo II
Os pacientes ainda apresentam uma alternância entre os episódios de depressão e os de euforia, que nesses casos são chamados de hipomania, pois são de menor intensidade. Porém, os episódios costumam ser menos exuberantes, por isso é mais difícil que interfiram nas relações sociais, no comportamento ou na segurança.
Transtorno ciclotímico e transtorno não especificado ou misto
Além das duas formas citadas anteriormente, que são as que apresentam as características mais marcantes da doença, o transtorno bipolar ainda pode se apresentar de duas outras maneiras.
No tipo ciclotímico, o paciente apresenta oscilações crônicas de humor típicas da doença, mas as fases são leves e quase confundidas com apenas um temperamento difícil. Podem ocorrer até mesmo mais de uma vez no dia.
Já no transtorno não especificado ou misto, o paciente chega a apresentar sintomas que sugerem a doença, porém a duração e a intensidade são variáveis, além de poder conter sintomas das fases de euforia e depressão simultaneamente.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *