Pontada no coração - Blog Unicpharma
Heart Attack1245

Pontada no coração

A pontada no coração pode não ter relação com o coração, e precisa ser investigada por um médico

Pontada no coração, em geral, é associada com infarto. Mas isso não é totalmente verdadeiro, já que existem várias condições que podem levar a esse sintoma e algumas não têm relação específica com o coração.
Entre as mais comuns estão ansiedade, estresse, refluxo gastroesofágico, úlcera, pneumonia, gases, sobrecarga na musculatura peitoral. Veja que algumas podem ser mais graves e, outras, desaparecem voluntariamente.
De qualquer forma, é preciso procurar um médico para que se descubra, por meio de exames físicos e clínicos, o que, exatamente, está acontecendo no seu caso.
Uma curiosidade: doenças do coração como arritmia, insuficiência cardíaca, inflamação do músculo cardíaco e doença coronária quase não têm a pontada no coração como sintoma.
Nesses casos, é preciso prestar a atenção em aspectos como cansaço excessivo, palpitações, dificuldade para respirar, inchaço no corpo todo.
Em geral, só quando há prática de exercício mais intenso é que esses problemas podem causar a pontada no coração. 
Falando especificamente de infarto, que é mesmo o primeiro pensamento que ocorre a quem tem uma pontada no coração, é um episódio associado a fatores como hipertensão descontrolada, colesterol muito elevado, tabagismo.
A dor do infarto é localizada no lado esquerdo do peito e irradia para outras partes do corpo como braço esquerdo, mandíbula. A sensação é de aperto e formigamento.
Independentemente de qualquer fator, é essencial que a pontada no coração seja investigada em consulta médica. Ainda mais se for recorrente.
Lembrando que, se a dor durar mais de 20 minutos, o atendimento deve ser de emergência.
Consulte um médico para que tenha um diagnóstico preciso e, principalmente, faça um tratamento adequado. 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *