Causas e sintomas de insuficiência cardíaca - Blog Unicpharma
Shutterstock 609290453

Causas e sintomas de insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca (IC) ocorre quando o coração não consegue bombear sangue suficiente para suprir as necessidades do organismo. O problema pode ocorrer em qualquer momento da vida, em qualquer idade, e atinge 2% da população até 70 anos de idade.
Ter insuficiência cardíaca não significa que seu coração vai parar a qualquer minuto. Significa que seu coração não está funcionando tão bem como deveria para bombear sangue pelo corpo.
A insuficiência cardíaca tem dois efeitos principais: primeiro, não chega sangue suficiente para o corpo, o que pode causar fadiga; segundo, o sangue fica retido esperando entrar no coração. Este acúmulo provoca a saída de líquidos dos vasos sanguíneos para alguns tecidos do corpo. Geralmente, isso acontece nos pulmões, no abdômen e nas pernas.

Causas da insuficiência cardíaca

As causas mais comuns de insuficiência cardíaca são a doença das artérias coronárias, a hipertensão e o diabetes. Mas a doença também pode seu causada por:
– Cardiomiopatia ou doença do músculo cardíaco;
– Doença valvular cardíaca;
– Arritmias ou batimentos cardíacos irregulares;
– Defeitos cardíacos congênitos;
– Doenças da tireoide;
– Tratamento com quimioterapia ou radioterapia;
– HIV/AIDS;
– Abuso de álcool ou outras drogas.

Sintomas da insuficiência cardíaca:

– Batimentos cardíacos rápidos ou irregulares;
– Fadiga e fraqueza;
– Falta de ar durante uma atividade física ou logo após se deitar;
– Inchaço nas pernas, nos tornozelos e nos pés;
– Inchaço no abdômen;
– Ganho de peso repentino devido ao acúmulo de líquidos no corpo;
– Falta de apetite e náuseas;
– Dificuldade de concentração ou diminuição da atenção.

Controle e tratamento da insuficiência cardíaca

O tipo de tratamento depende do motivo que levou à insuficiência cardíaca, dos sintomas e das possíveis complicações que a doença pode causar ao paciente.
Na maioria dos casos o médico indica, além de uma dieta com pouco sal e exercícios supervisionados para reabilitação cardíaca, o uso de medicamentos como diuréticos e anti-hipertensivos e, nos casos mais graves, medicamentos que ajudam a aumentar a força do coração. Por isso, o melhor tratamento é sempre a prevenção.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *