Dietas da moda: como elas prejudicam a saúde - Blog Unicpharma
IStock 1066947630

Dietas da moda: como elas prejudicam a saúde

Quantas vezes você já se deparou com promessas de efeitos milagrosos do tipo “emagreça rápido”, “perca até 10kg em uma semana” ou “desintoxique seu corpo de tudo o que há de ruim”? Esse é o tipo de divulgação feita pelas dietas da moda: um caminho para o emagrecimento que pode comprometer a saúde em diferentes aspectos.

O que são as dietas da moda

As dietas da moda prometem redução de peso rápida e sem sacrifícios. Para isso, ignoram muitos conceitos nutricionais e quase sempre impõem uma rotina alimentar que foge totalmente do estilo de vida da pessoa.

Até por isso as dietas da moda não costumam ser seguidas por muito tempo nem trazem mudanças reais aos hábitos alimentares – aspecto essencial para a manutenção do peso.

De acordo com o Ministério da Saúde, além de não terem embasamento científico, as dietas da moda criam expectativas irreais relacionadas à velocidade e à quantidade de peso perdida.

Também podem causar deficiências nutricionais e potenciais riscos à saúde se forem seguidas por um longo período. Afinal, o emagrecimento saudável vai muito além da restrição de calorias. Para que isso aconteça, é preciso considerar cada organismo individualmente e ter refeições com todos os tipos de nutrientes.

Como elas prejudicam a saúde

A própria perda rápida de peso – principal promessa das dietas da moda – já é algo ruim para a saúde. Isso porque, quando se perde muitos quilos de uma vez, o organismo entende que está em apuros e faz o possível para recuperar essa perda. Ele joga, literalmente, contra o emagrecimento e ativa uma série de reações que vão estimular a recuperação do peso inicial.

Especialistas do Ministério da Saúde explicam que, quando você emagrece de uma forma mais lenta, vai preparando o organismo para uma nova realidade, ao mesmo tempo em que vai fazendo mudanças positivas no estilo de vida. Nesse processo, vai trocando gordura por massa muscular e, assim, deixando o corpo mais seguro com o emagrecimento.

Vale dizer que a restrição de calorias normalmente imposta pelas dietas da moda também trazem consequências ruins para a saúde. De acordo com o Ministério da Saúde, as principais são:

  •       Aumento de substâncias na urina que podem causar gota;
  •       Aumento do colesterol ruim, levando ao risco de desenvolvimento de pedra na vesícula e doenças cardiovasculares;
  •       Redução na concentração de hormônios responsáveis pela gasto calórico, deixando o metabolismo mais lento;
  •       Além de sintomas como intolerância ao frio, queda de cabelo, fadiga, dificuldade de concentração, nervosismo, prisão de ventre ou diarreia, pele seca, unhas fracas, flacidez e tontura.

Como emagrecer com sucesso

De acordo com o Ministério da Saúde, não é recomendada a adoção de qualquer tipo de dieta sem a orientação de um profissional de saúde, especialmente o nutricionista.

Mas tanto o emagrecimento quanto a manutenção de um peso adequado só são possíveis com reeducação alimentar, prática regular de atividade física e adoção de outros hábitos saudáveis de vida.

Confira algumas dicas para emagrecer sem precisar recorrer às dietas da moda e, principalmente, sem prejudicar a saúde:

  •       Para controlar a fome, fracione as refeições em horários regulares e inicie o almoço e o jantar pelos legumes e verduras, que aumentam a saciedade sem acrescentar calorias;
  •       Coma devagar, mastigando bem os alimentos e prestando atenção aos sinais do seu corpo;
  •       Prefira alimentos in natura e evite ao máximo o consumo de produtos industrializados (especialmente aqueles com açúcar);
  •       Pratique atividade física pelo menos 3 vezes na semana por, no mínimo, 30 minutos por dia;
  •       Beba bastante água e invista na qualidade do seu sono.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *