Cálculo renal: tem como evitar? - Blog Unicpharma
IStock 1045269488 (1)

Cálculo renal: tem como evitar?

O cálculo renal (mais conhecido como pedra nos rins) é uma bolinha sólida formada por pequenos cristais. Essas bolinhas podem ser encontradas nos próprios rins ou em outros órgãos do trato urinário, como bexiga e ureter. As substâncias da sua composição determinam o tipo de cálculo renal e ajudam a determinar as causas do problema.

O que causa cálculo renal

Existem quatro principais tipos de pedra nos rins. Conhecer como cada um deles se forma é importante para entender e combater as suas causas:

  •       Cálculo renal de cálcio – é o mais comum e, em geral, aparece entre os 20 e 30 anos. Algumas doenças do intestino delgado, suplementação incorreta de vitamina D e distúrbios metabólicos aumentam o risco da sua formação. Mesmo após o tratamento, pode voltar a aparecer;
  •       Cálculo renal de ácido úrico – é mais frequente em homens e se forma quando há excesso de ácido úrico no organismo. Dietas ricas em proteína, gota, quimioterapia e genética são fatores de risco;
  •       Cálculo renal de cistina – é mais difícil de encontrar porque surge em pessoas que são portadoras de cistinúria, uma doença renal hereditária;
  •       Cálculo renal de estruvita – costuma aparecer em mulheres com infecção do trato urinário. É um tipo de pedra que pode crescer muito e bloquear o rim, o ureter ou a bexiga.

Conheça os sintomas e o tratamento

Quando está localizado dentro do rim, o cálculo renal geralmente não causa sintomas. Agora, quando ele se movimenta para sair e obstrui o ureter, pode trazer dor intensa e outros sintomas como dor lombar, cólicas, náuseas e vômitos, vontade constante de ir ao banheiro (mas não conseguir urinar), ardência para urinar e sangue na urina.

O urologista é quem determina o tipo de tratamento mais adequado. Isso vai depender dos sintomas relatados, do tamanho e da localização do cálculo renal. Quando a pedra é pequena, beber bastante água e usar um analgésico prescrito pelo médico são medidas que colaboram para a sua eliminação natural. Agora, quando tem mais de 6mm, em geral, precisa de cirurgia.

Cálculo renal tem como prevenir!

De acordo com o Ministério da Saúde, algumas medidas podem ser adotadas para evitar a formação de cálculo renal. Muitas delas envolvem mudanças de estilo de vida, como manter uma hidratação adequada, consumindo pelo menos 2,5 litros de água por dia. Praticar atividade física regularmente e ter atenção à dieta também são formas de prevenir o problema.

Reduzir o consumo de sal (lembrando que produtos industrializados, em conserva e embutidos que são ricos em sódio), manter a ingestão normal de cálcio, consumir menos proteínas de origem animal, evitar bebidas alcoólicas e aumentar o consumo de vegetais, frutas cítricas, cereais integrais, leguminosas e oleaginosas são recomendações dietéticas para evitar o cálculo renal.

Lembrando que um simples exame de urina pode mostrar se algo está errado com a saúde dos rins. Não adie seu check-up!

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *