Perdoar pode prevenir infarto, diz estudo - Blog Unicpharma
IStock 861012554

Perdoar pode prevenir infarto, diz estudo

Evitar problemas do coração também envolve cuidar bem da saúde emocional

O coração é um músculo que, a cada batida, fornece alimento e oxigênio a todas as células. Um coração saudável é a chave para um corpo saudável. É assim que o Ministério da Saúde descreve o papel de um dos órgãos mais importantes para o adequado funcionamento do organismo. E isso vale tanto para a parte física (como prevenir infarto, por exemplo) quanto a emocional (praticar o perdão). Vamos entender como isso se relaciona.

Como prevenir doenças do coração

Os especialistas explicam que a melhor forma de prevenir infarto é ir ao cardiologista regularmente e seguir suas orientações. Em geral, de acordo com o Ministério da Saúde, são elas:

  •       Abandonar o sedentarismo, o tabagismo e iniciar a prática regular de atividade física, conforme orientação médica;
  •       Procurar manter uma alimentação saudável, sem gorduras ou frituras, dando preferência às carnes brancas e alimentos in natura;
  •       Inserir vegetais, folhas e legumes no almoço e no jantar;
  •       Evitar o consumo excessivo de açúcar, massas, pães e alimentos industrializados;
  •       Restringir a ingestão de bebidas alcoólicas.

Dessa forma, é possível combater problemas que, de alguma forma, afetam o coração. Disfunções de colesterol, obesidade e hipertensão são exemplos. Mas os cuidados com a saúde cardíaca vão além disso.

A saúde emocional também importa

A influência de questões emocionais no aparecimento de doenças cardiovasculares já é um consenso na área. Estudos já comprovaram que o estresse e a depressão podem elevar de 20% a 30% as chances de uma pessoa desenvolver uma doença cardíaca.

Uma das explicações dos especialistas é que quem vive com a cabeça “a milhão” e cercada de energia negativa tende a fazer menos exercício ou se alimentar, abrindo espaço para que o aparecimento de problemas.

Além disso, manter as emoções em um padrão de mágoa e ressentimento pode disparar hormônios que, cronicamente, desequilibram as células (não só as cardíacas, mas do corpo todo, vale lembrar). De acordo com os especialistas do Ministério da Saúde, isso pode aumentar a pressão arterial, produzir arritmias cardíacas e até trombose, afetando o trabalho do coração.

Veja como perdoar pode prevenir infarto

Uma pesquisa feita pela Universidade Santo Amaro, em São Paulo, associou as emoções com o risco de se desenvolver doenças cardiovasculares.

No estudo, 130 pacientes responderam a dois questionários elaborados por uma psicanalista: um para avaliar a disposição para o perdão e outro sobre espiritualidade e religiosidade (algo que interfere na disposição para perdoar). De acordo com os pesquisadores, foi encontrada mais ocorrência de infarto entre as pessoas que têm dificuldade de lidar com o perdão.

A pesquisa também avaliou os efeitos da espiritualidade (mas sem levar em conta religiões específicas). O resultado mostrou que, entre quem sofreu um infarto, 31% afirmaram ter tido perda significativa da fé. Entre quem não teve, o índice foi de 9%.

Assim, pode-se dizer que cuidar do aspecto emocional também é um fator que faz a diferença quando se fala em prevenir infarto.

Os 10 mandamentos do coração saudável

De acordo com o Ministério da Saúde, esses são os passos para cuidar bem da sua saúde cardíaca:

  1.   Evite fumar;
  2.   Diga não à obesidade;
  3.   Faça exercícios regularmente;
  4.   Controle a pressão arterial;
  5.   Escolha bem os alimentos;
  6.   Controle o colesterol;
  7.   Reduza o estresse do dia a dia;
  8.   Saiba se é diabético;
  9.   Não descuide do lazer;
  10. Consulte seu médico periodicamente!

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *