Tosse seca persistente: conheça 6 motivos possíveis - Blog Unicpharma
111715 Tosse Seca Persistente Conheca X Motivos Possiveis

Tosse seca persistente: conheça 6 motivos possíveis

Quem nunca teve um acesso de tosse? Tossir é um mecanismo de defesa do organismo para expulsar objetos estranhos ou microrganismos que atacam as vias aéreas — nariz, garganta, laringe e pulmões.

A tosse seca é aquela com pouco ou nenhum muco ou secreção e traz a sensação de que algo está preso na garganta, causando uma grande irritação. É uma tosse cansativa e que tem seu pico à noite, quando o corpo está em repouso.
A tosse seca pode ter várias razões e, quando é persistente (com duração superior a 3 semanas), pode ser sinal de algum problema mais sério, podendo até mesmo agravar lesões no trato respiratório.
No nosso post de hoje vamos listar 6 motivos para a tosse seca persistente e explicar quando você deve procurar ajuda médica, além de dar algumas dicas para aliviar as crises.

1. Gripes, resfriados e alergias

Gripes, resfriados e alergias são os motivos mais comuns da tosse seca persistente.
A tosse é um reflexo do organismo, uma tentativa de expulsar os vírus, fungos e partículas de poeira, fuligem ou outro material alérgico que estiver atacando as vias respiratórias.

2. Refluxo esofágico

O refluxo do suco gástrico do estômago irrita o esôfago e chega à laringe provocando irritação e inflamação.
Quanto mais frequentes os refluxos, maiores as lesões na laringe e mais persistente a tosse. Para tratá-la, é preciso acabar com os refluxos.

3. Tabagismo

Pessoas que fumam têm mais chances de apresentar tosse seca persistente. O calor da fumaça aspirada e as substâncias químicas presentes no tabaco provocam uma irritação constante das vias aéreas.
Em casos mais graves, a tosse piora progressivamente, levando muitos fumantes a um quadro de doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC), que afetam diretamente todo o sistema respiratório.

4. Tuberculose

A tosse persistente por mais de três semanas é um dos sinais da tuberculose — uma doença grave que, se não tratada, pode levar à morte. Apesar de classicamente a tosse da tuberculose ser produtiva (ou seja, com expectoração), a tosse pode ser seca em alguns casos.
O tratamento da tuberculose é simples, feito com antibióticos. Porém, é longo, durando aproximadamente seis meses.
Muitos pacientes abandonam o tratamento com a melhora da tosse, sem que a doença esteja curada. Nesses casos, a tosse retorna mais forte e a doença se agrava.

5. Pneumonia

A pneumonia é geralmente elencada entre as causas de tosse de curta duração. No entanto, alguns casos podem cursar com tosse prolongada, o que pode representar não controle da infecção.
A pneumonia é uma infecção pulmonar causada por vírus, bactérias ou fungos, que pode acometer os sacos alveolares, brônquios e outras estruturas do pulmão.
Resfriados também podem ser causa de tosse persistente. Estes casos iniciam com sintomas como coriza, febre, dor de garganta, que passam em poucos dias, porém permanecendo uma tosse que pode durar semanas.

6. Inalação de pequenos objetos

A inalação ou aspiração de pequenos objetos é uma causa menos comum, mas também relacionada à tosse seca persistente, especialmente em crianças pequenas, que tendem a colocar no nariz ou na boca tudo o que encontram pela frente.
Sementes, pétalas de flores e pequenas partes de brinquedos podem ficar presas às árvores respiratórias e provocar tosse seca, antes de desencadearem uma infecção.

Quando procurar ajuda médica?

A tosse seca persistente é sempre sinal de que algo não está bem. Você deve procurar ajuda médica se ela não passar em até 10 dias ou se vier acompanhada de algum dos seguintes sintomas:

  • febre alta, maior que 38 graus;
  • emagrecimento sem causa aparente;
  • obstrução nasal;
  • cansaço e dificuldade para respirar;
  • dores musculares;
  • muco com cor irregular como marrom ou marcas de sangue.

Como aliviar o desconforto da tosse seca persistente?

Até que a causa da tosse seca seja curada, você pode seguir as seguintes dicas a fim de reduzir o desconforto:

  • beber bastante água para manter as vias aéreas lubrificadas e expectorar secreções presas;
  • tomar uma bebida morna para acalmar a irritação da garganta;
  • evitar o ar-condicionado;
  • deixar uma toalha molhada ou bacia de água no quarto para umidificar o ar;
  • manter a cabeça mais elevada que o corpo na hora de dormir, para evitar os acessos de tosse.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *