Por que a microbiota intestinal é tão importante para a saúde? - Blog Unicpharma
Partial View Of Woman Holding Paper Made Large Intestine On Grey Background

Por que a microbiota intestinal é tão importante para a saúde?

Microbiota é o conjunto de microrganismos (bactérias, fungos e vírus) que habita um certo ambiente do corpo. Portanto, quando falamos em microbiota intestinal, estamos falando sobre aqueles que estão no intestino. Como existe uma variedade imensa de microrganismos, apenas 10% a 20% da microbiota intestinal é igual entre as pessoas. Ainda assim, ela apresenta as mesmas funções dentro do organismo. Vamos entender.

Funções da microbiota intestinal

Apesar de bastante variada, a microbiota intestinal tem efeitos benéficos para o organismo que valem para qualquer pessoa. Ela age como uma barreira contra microrganismos que podem causar doenças, atua diretamente no funcionamento do sistema imunológico, metaboliza nutrientes, controla o armazenamento de gorduras, entre outras funções.

A microbiota intestinal também produz substâncias que se relacionam diretamente com o funcionamento dos neurônios. De acordo com os especialistas, a produção e liberação de neurotransmissores tem tudo a ver com o tipo de microbiota intestinal. Por isso que é comum alguém se referir ao intestino como o segundo cérebro.

Microbiota intestinal em apuros

Quando a microbiota intestinal está desequilibrada, ela causa efeitos negativos para a saúde. Essa condição reduz a capacidade de absorção de nutrientes (causando carências importantes) e até permite a entrada de elementos “estranhos” na circulação. É aí que mora o perigo.

De acordo com os especialistas, essa “invasão” tem ligação com o aparecimento de doenças como alergias, doenças autoimunes, resistência à insulina, fígado gorduroso, obesidade, síndrome do intestino irritável, alguns tipos de câncer, candidíase de repetição e infecção urinária.

Uma microbiota intestinal em desequilíbrio ainda pode interferir no sistema nervoso central, levando a alterações emocionais e de comportamento. Tanto que essa é uma das possíveis explicações para o desenvolvimento de problemas de saúde mental como ansiedade e depressão.

Como cuidar da microbiota intestinal

Vários fatores contribuem para a constituição da microbiota intestina e alguns podem ser alterados pensando em beneficiar a saúde. Evitar o uso de certos medicamentos (especialmente antibióticos), praticar atividade física regularmente, administrar o estresse e principalmente seguir uma alimentação saudável são formas de cuidar da microbiota intestinal.

De acordo com os especialistas, uma dieta pobre em fibras e rica em gordura animal e proteínas pode fazer com quem a microbiota intestinal produza compostos causadores de câncer e inflamação. Já uma dieta rica em fibras, baseada em plantas (vegetais e frutas) e com pouca carne vermelha é mais interessante para o bom trabalho dos microrganismos. Então, vale rever o cardápio, pensando em cuidar bem dos moradores do seu intestino.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *