Pielonefrite: quando a infecção de urina chega aos rins - Blog Unicpharma
Young Woman Having Painful Stomachache With Hands Holding Pressing Her Crotch Lower Abdomen. Medical Or Gynecological Problems, Healthcare Concept

Pielonefrite: quando a infecção de urina chega aos rins

A infecção de urina se instala quando as bactérias que vivem entre a vagina e o ânus migram para a bexiga. Nesse caso, temos o diagnóstico de cistite. Agora, quando essas bactérias alcançam os rins, o quadro se complica e muda de nome para pielonefrite.

Infecção de urina é mais comum em mulheres

De acordo com o Ministério da Saúde, mulheres têm 50 vezes mais chance de ter infecção de urina do que o homem. A anatomia feminina, relações sexuais, gestação, menopausa e até a genética estão entre os motivos que explicam essa tendência.

Entre os principais sintomas de infecção de urina estão: ardência ao urinar, urgência miccional, (ir várias vezes ao banheiro fazer xixi), urina avermelhada (com sangue) e dores na parte mais baixa da barriga.

No caso específico da pielonefrite, tudo isso vem acompanhado de febre alta, calafrios, sudorese, náuseas, vômitos, mal-estar; dor lombar e sinal de pus na urina, que fica turva e com odor muito desagradável.

Como diagnosticar a pielonefrite

Como os sintomas desse tipo de infecção de urina se confundem com os de muitos outros problemas, o diagnóstico da pielonefrite considera o conjunto dos sintomas e o resultados de exames específicos solicitados pelo urologista.

O tratamento é feito com uso de analgésicos para aliviar a dor ao urinar e, principalmente, de antibióticos, que devem ser administrados por, no mínimo, sete dias. Infecções renais graves, que acontecem principalmente em crianças e idosos, podem exigir internação hospitalar para que o medicamento seja injetado na veia.

Os especialistas do Ministério da Saúde lembram que, quando a pielonefrite não é tratada de forma adequada, leva à perda progressiva e irreversível dos rins. Esse tipo de quadro pode pedir realização de diálise até que seja possível fazer um transplante renal. Então, o problema é grave e pede atenção.

5 dicas para evitar infecção de urina

  1. Beba bastante água: manter o corpo hidratado ajuda a eliminar os agentes infecciosos por meio da urina;
  2. Atenda prontamente a vontade de esvaziar a bexiga: urina armazenada pode se transformar em foco de infecção;
  3. Urine logo após a relação sexual: essa é uma forma de eliminar as bactérias que por acaso tenham penetrado pela uretra;
  4. Use o papel higiênico de forma adequada: depois de urinar ou evacuar, passe-o da frente para trás. Isso evita que as bactérias do intestino se espalhem pela uretra e bexiga;
  5. Redobre a atenção se você está grávida ou na fase da menopausa: alterações hormonais características desses períodos aumentam a predisposição para infecção de urina.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *