Dificuldade de respirar? Carne esponjosa pode ser a causa! - Blog Unicpharma
Shutterstock 429797290

Dificuldade de respirar? Carne esponjosa pode ser a causa!

Entenda o que ela é e porque a obstrução nasal acontece A maior parte das pessoas entende como carne…

A maior parte das pessoas entende como carne esponjosa apenas a adenoide, também chamada de tonsila faríngea, que está localizada no fundo do nosso nariz, atrás das fossas nasais e do céu da boca.
Então, antes de mais nada, é importante pontuar que carne esponjosa é um termo que pode ser utilizado para se referir a mais de uma estrutura, sendo as mais frequentes a adenoide e também as amígdalas por causa dos seus tecidos.
Juntas elas formam um anel localizado na garganta, repleto de células de defesa que protegem o nosso organismo contra as infecções durante a infância, mas vão perdendo essa importância conforme crescemos e o corpo passa a ter outras defesas.
Como as infecções se manifestam
Infecções na adenoide são muito comuns na infância, bem como as infecções da amígdala. Os sintomas, inclusive, são parecidos. O quadro clínico inclui febre, às vezes dor de garganta, e nariz muito entupido com catarro amarelado (essa secreção pode estar presente também na parte de trás da garganta).
A obstrução nasal pode fazer com que a criança apresente roncos quando dorme, desenvolva alterações na voz e até mau hálito por causa do catarro infeccionado. Mas essas infecções são facilmente tratadas com medicamentos.
Hipertrofia da adenoide
Os quadros de infecção podem estar associados ao aumento de volume (chamado de hipertrofia) de um ou dos dois órgão. Acontece geralmente a partir dos dois anos de idade, que é a idade em as amígdalas e a adenóide tem um pico de crescimento, mas pode eventualmente pode ocorrer antes.
A obstrução nasal é tão intensa que o paciente tem dificuldade para respirar, então começa a fazer isso constantemente pela boca, o que acaba impactando também no posicionamento dos dentes. A secreção nasal é exagerada e é normal que ele esteja sempre tossindo e fungando.
Ainda, como consequência, aumentam-se as chances de problemas e infecções de ouvido, podendo até haver uma diminuição da audição, há uma dificuldade maior para dormir, com o sono agitado e ronco, e sinal de baba no travesseiro ao acordar.
A alimentação também pode ser prejudicada, o que interfere no peso e até no crescimento da criança. Por isso, geralmente o tratamento indicado é a cirurgia para retirada da adenoide (chamada de adenoidectomia), com ou sem a retirada das amígdalas junto – dependendo se há aumento delas também.

Voltar


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *