Tive diagnóstico de pedra na vesícula. O que fazer? - Blog Unicpharma
Sintomi Ipocondria 780×438

Tive diagnóstico de pedra na vesícula. O que fazer?

A vesícula é como uma pequena bolsa que guarda a bile – um líquido esverdeado que ajuda na digestão dos alimentos

Quando a composição da bile se altera por excesso de sais minerais ou moléculas de colesterol, são formados os cálculos biliares, que também podem ser chamados de pedras.
Essas alterações na bile são comuns e acontecem por conta de variadas causas como fator genético, dislipidemias, tabagismo, hipertensão, obesidade, diabetes, uso prolongado de anticoncepcionais e até sedentarismo e dieta rica em gorduras e carboidratos.
Em geral, formam-se pedrinhas tão pequenas que são eliminadas da vesícula pela digestão, sem causar nenhum efeito.
As pedras maiores, no entanto, ficam presas ali dentro, causando uma dor intensa no lado direito superior do abdômen.
Essa dor costuma acontecer cerca de 30 minutos depois da refeição e pode trazer outros sintomas como vômito, enjoo e até febre.
O tratamento pode ser feito à base de remédios que “quebram” as pedras na vesícula, facilitando a sua eliminação natural.
Em casos mais sérios, é necessário fazer a remoção da vesícula por meio de uma cirurgia hospitalar simples, por laparoscopia (minimamente invasiva, com pequenas incisões no abdômen), que requer poucos dias de internação.
É possível viver bem sem a vesícula, mas existem alguns cuidados que a pessoa deve ter tanto após o diagnóstico quanto após a cirurgia.
Entre eles estão:

  • Seguir dieta pobre em gorduras e rica em fibras;
  • Alcançar e manter o peso corporal adequado;
  • Parar de fumar;
  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Fazer reposição hormonal (apenas em alguns casos).

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *