Dicas Usar Escova De Cabelo Foto Imagem

Saiba como escolher a escova para pentear, alisar ou modelar os fios

Para escolher o modelo da escova de cabelos ideal deve-se levar em consideração outros fatores além do colorido, tamanho e maciez das cerdas. No mercado as opções são muitas, de todas as formas, diâmetros e materiais, mas saiba que cada tipo desempenha melhor uma função específica ou favorece as madeixas de um perfil, mas não de outro. Há recursos que ajudam a diminuir o frizz, alisar, enrolar ou modelar os fios, diminuir arrepiados, entre outros.

Para começar, a cabeleireira do Vanity Fashion Hair de São Paulo, Nilva Bezerra, recomenda as do tipo raquete como essenciais para o uso doméstico. “No dia a dia, priorize os modelos com cerdas espaçadas e com pontas arrendondadas, para evitar ao máximo danos às cutículas dos fios”, explica. Nesse sentido, também é importante lembrar que o cabelo deve ser sempre desembaraçado seco ou levemente úmido, pois quando estão molhados os fios ficam elásticos, quebrando ou desestruturando a camada de proteção com mais facilidade.

Assim como a pele, as cutículas sofrem agressões externas (sol, vento, chuva), por ações mecânicas (atrito com toalha, pente ou escova, calor do secador) e por transformações químicas (relaxamento, permanente, tintura), mas, infelizmente, elas não são renovadas periodicamente como a epiderme da pele. As cutículas são formadas na raiz e, se não forem bem cuidadas, se danificam ao longo do crescimento dos fios.

Por esse motivo, Nilva recomenda que, para modelar as madeixas, o melhor é usar escovas vazadas, que ajudam a dispersar o calor evitando mais danos. E tenha sempre em mente que: quanto mais grosso for seu cabelo, maior deve ser o diâmetro da escova e o espaçamento entre as cerdas.

Escovas e pentes de materiais orgânicos, como a madeira, distribuem a oleosidade natural da raiz até as pontas, favorecendo brilho.De modo geral, se a ideia for dar volume às mechas, prefira escovas redondas. Se você tem cabelos muito longos e lisos, opte sempre por uma de plataforma quadrada, que não quebra tanto os fios. Veja a função de cada modelo de escova:

Raquete vazada: para fios orientais ou quebradiços 
Suas aberturas permitem que o calor se dissipe, preservando os fios. Ela também não exige tanta pressão na hora de escovar por ter as cerdas mais espaçadas.

Raquete quadrada: para alisar os fios dando movimento

Do tipo prancha, geralmente de madeira ou borracha, permite dar movimento aos fios ao mesmo tempo que alisa.

Com íons nas cerdas: para eliminar os arrepiados

As cerdas de náilon acabam com o frizz e a base de metal acelera a secagem, dando movimento e combatendo fios arrepiados.

Redonda com fundo cerâmico: para alisar fios longos e finos (ondulados ou lisos) 
O diâmetro bem largo agarra fios compridos e o corpo de cerâmica distribui o calor aquecendo na medida certa e dando brilho.

Redonda média: para um efeito babyliss 
O diâmetro menor modela os cachos e as cerdas de náilon retêm o calor nos fios. Se tiver fundo de alumínio, mais rápido e quente será o processo.

Redonda pequena: para alisar ou modelar curtos

Com diâmetro e cerdas miúdas, agarra bem os fios, ajudando a alisar ou modelar cabelos curtos. Também permite criar cachos.

Cerdas em diagonal: para alisar cabelos longos, crespos e volumosos 
As cerdas em diagonal pegam melhor os fios durante o alisamento, sem danificá-los.

Outro fator importante para saúde dos cabelos é a higiene das escovas: evite utilizá-las repetidas vezes sem lavar. Depois de se pentear, retire os fios que se soltaram. Uma vez por semana, lave-a com água e xampu, passe álcool e deixe secar ao sol para não mofar.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *