Paladar infantil aprova alimentos integrais - Blog Unicpharma
964820

Paladar infantil aprova alimentos integrais

Acostumar o paladar infantil a sabores mais saudáveis, como fibras, legumes e verduras, é um desafio que tira a calma da maioria dos pais. Em geral, a molecada só quer saber de lanches e frituras e dá trabalho para aceitar uma dieta balanceada.

A boa notícia, entretanto, é que a birra pode ser facilmente contornada com um pouquinho de astúcia dos adultos. Segundo uma pesquisa que acaba de ser publicada na revista Ciência Alimentar, as crianças não percebem quando doses extras de fibras, por exemplo, são adicionadas aos biscoitos. Segundo os pesquisadores, esta é a deixa que faltava para as escolas tornarem a merenda mais nutritiva.

Durante treze semanas, a equipe médica acompanhou 500 alunos em fase de matriculados numa escola de educação infantil da Califórnia. Todos eles foram incentivados a consumir versões com mais quantidade de fibras e grãos integrais. Atualmente, apenas 10% das crianças nos Estados Unidos consomem a quantidade de fibras que é recomendada diariamente.

“Diferente dos adultos, que têm uma indicação fixa, este número varia com a idade na infância”, afirma a nutricionista, Roberta Stella. “Para saber a quantidade ideal, quando seu filho completar dois anos, some 5 ou 10 à idade dele. Por exemplo: uma criança de sete anos precisa comer de 12 a 17 gramas diários de fibras”.

No caso da escola americana, o aproveitamento dos lanches foi rigorosamente o mesmo em comparação à época em que eram servidas as versões tradicionais, preparadas com farinha refinada. Como a quantidade de alimento deixada nos pratos ou descartada no lixo foi mantida, os pesquisadores acreditam que houve boa aceitação do novo cardápio.

“A vantagem de incentivar o consumo na escola é que, em casa, as crianças não estranham quando esses alimentos são incluídos nas refeições. E, em alguns casos, eles até cobram os pais, citando exemplos que viram na casa dos amiguinhos”, diz a nutricionista.

 

Voltar

This Post Has One Comment
  1. Nada como introduzir novos hábitos alimentares desde cedo para que a criança tenha a consciência de que comer corretamente é uma das melhores formas de se obter saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *