Dieta das combinações acaba com a dieta do prato chocho - Blog Unicpharma
Dieta1

Dieta das combinações acaba com a dieta do prato chocho

Combinar bem os alimentos é o segredo para emagrecer sem passar vontade.O programa prioriza a harmonia das garfadas, evitando que seu prato fique chocho e vazio.

A nutricionista Giovanna Arcuri, conhece bem os segredos desse tipo de alimentação. Na entrevista abaixo, você confere dicas para acertar nas combinações, perder peso e manter uma digestão caprichada, livre de inchaços e gases. Ao final, a especialista ainda apresenta uma sugestão de cardápio para servir de exemplo quando bater a falta de criatividade à mesa.

As combinações ajudam no aproveitamento dos alimentos?

A dieta das combinações pensa na capacidade do organismo aproveitar os nutrientes. Escolhendo os pares certos, podemos aumentar ou reduzir esta capacidade, por exemplo:

Feijão + vitamina C: o consumo de vitamina C (ácido ascórbico) aumenta o aproveitamento do ferro não heme, aquele que é fornecido pelos vegetais ).

Vitamina A (cenoura) + vitamina E (soja): quando as duas vitaminas estão juntas, as propriedades nutricionais ganham uma força a mais. Com essa combinação, a vitamina A é mais bem absorvida pelo organismo, pois a vitamina E possui efeito antioxidante sobre os lipídios ( gordura ) que a transportam . O resultado são olhos mais protegidos e o sistema imunológico funcionando a todo o vapor.

Que parcerias dificultam a digestão?

Não existem estudos comprovando que alguns alimentos dificultam a digestão. Mas conhecemos algumas formas de melhorar o aproveitamento dos alimentos ingeridos, como mastigar de 20 a 30 vezes cada garfada.

Além disso, só após 20 minutos de mastigação é que o cérebro libera a produção do PYY, hormônio responsável pela saciedade (a salivação é responsável por essa liberação). Por isso, quem come muito rápido consome mais calorias do que precisa.

Tomando liquido durante as refeições você mastiga menos os alimentos (que ficam lubrificados pela bebida, e não pela saliva). Isso atrapalha a primeira fase da digestão dos carboidratos, predispondo a formação de bactérias no intestino delgado. O problema leva à formação de gases, além de diluir o ácido clorídrico do estomago, atrapalhando as fases seguintes do processo.

Os alimentos mais gordurosos também dificultam a digestão , as refeições mais pesadas exigem uma maior produção de suco gástrico, o que pode provocar dilatação no estômago. Quando você come uma carne (alimento absorvido no estômago) e termina a refeição com uma fruta, absorvida no intestino, ela fica retida no estômago durante o tempo de digestão dos outros alimentos. Ali sofre a ação do calor, das enzimas e de uma quantidade maior de ácido e acaba fermentando. O mesmo acontece com um copo de suco de fruta natural.

Arroz e feijão é uma dupla permitida na dieta?

Sim, porque ela equilibra o índice de glicemia do sangue. Enquanto o arroz (principalmente o polido) pode aumentar rapidamente os níveis de açúcar no sangue e insulina na circulação, o feijão tem o poder de brecar esse efeito, o que mantém a glicose estabilizada. A mistura, portanto , é bem vinda para manter a glicemia em níveis adequados e diminuir o risco de diabetes, proporcionando saciedade. Para eliminar peso de forma saudável, não é preciso excluir nenhum grupo alimentar das refeições, apenas comer na quantidade adequada de 3 em 3 horas, restringindo as guloseimas.

Alimentos que demoram muito para ser digeridos aumentam as toxinas do organismo?

Sim, isso acontece, causando estresse e deixando a pele com aspecto de cansada e envelhecida. Muitas vezes, temos que recomendar uma desintoxicação, para resolver estas queixas.

A carne vermelha tem digestão trabalhosa. Alguma companhia ajuda a facilitar esta digestão?

O ideal é deixar a carne vermelha, que tem muitas fibras e demora ais a ser digerida, para o almoço. Prefira as brancas no jantar. Tome chá de hortelã antes e após a refeição, os fitoquímicos presentes nesta infusão garantem ótima digestão.

O consumo excessivo de leite pode ser prejudicial para digestão?

Há duas situações: a de pessoas que apresentam alergia à proteína do leite de vaca e sofrem de diarréia se consumirem. Entretanto, tomar leite ou iogurte durante o almoço ou jantar pode diminuir em mais de 50% a absorção do ferro pelo o corpo. Mas nada de fugir dos lácteos, que são fontes importantes de proteína e cálcio: é só esperar cerca de 1 hora depois de ter terminado a refeição.

Cardápio das combinações

A nutricionista ensina como você faz para comer bem e não atrapalhar a digestão

Café da manhã

1 copo de chá verde

1 fatia de pão integral com cottage

1 fatia de mamão papaia com 1 castanha- do-brasil

Lanche da manha

1 copo de suco de frutas natural ( morango, kiwi e tangerina ) com 1 colher de linhaça

Almoço

Salada de folhas verdes escuras variadas, com nozes salpicadas por cima e temperada com azeite, mel e mostarda

Arroz integral com aspargos

Escarola refogada 1 filé de peixe grelhado ao molho de maracujá

Lanche da tarde

1 banana assada com canela

Jantar

Sopa de legumes variados, usando bastante tempero caseiro (alho, cebola, alho poro e outros)

1 carne grelhada

Quanto mais leve for o seu jantar, melhor será a qualidade de seu sono, proporcionando cada dia melhor.

 

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *